Fabricante admite que vem tendo uma atuação tímida no mercado nacional em função do portfólio existente; coloca-se como orquestradora no mercado e prioriza crescimento nos setores público e de empresas, revela o VP de Marketing e Vendas da NEC no Brasil, Angelo Guerra.

" /> NEC quer jogar o 'jogo' do 5G e entrar numa PPP para cidades inteligentes - Convergência Digital - Telecom

NEC quer jogar o 'jogo' do 5G e entrar numa PPP para cidades inteligentes

Ana Paula Lobo e Fábio dos Santos ... 06/11/2019 ... Convergência Digital

A NEC quer voltar a crescer no Brasil e retomar sua posição no mercado, adianta o VP de Marketing e Vendas da NEC no País, Angelo Guerra, recém-contratado pela fabricante. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Futurecom 2019, realizado de 28 a 31 de outubro, em São Paulo, o executivo disse que a atuação da NEC está muito tímida com o portfólio de produtos existentes e planeja crescer no setor público e nas empresas.

"O mercado de telecomunicações é estratégico e continuará sendo. Seremos integradores e orquestradores, mas vamos investir para crescer no setor público e nas empresas", afirmou Angelo Guerra. "O Governo ficou muito tempo sem investir, mas sabemos que a transformação digital determina um novo ciclo de aportes em tecnologia e a NEC tem parcerias sólidas para atuar no segmento", acrescentou o executivo. A biometria aparece como um diferencial de mercado. Hoje a NEC tem parceria com três estados e quer ampliar o negócio para mais unidades da federação.

Com relação ao 5G, Angelo Guerra enfatizou que a NEC quer jogar forte o jogo no Brasil como está jogando no mercado japonês, mas precisa entender a estratégia da Anatel por conta da frequência a ser escolhida para definir se virá com equipamentos próprios ou se com OpenRAN", disse. O executivo antecipou ainda um plano estratégico da NEC: participar de uma Parceria Público-Privada em um projeto de Cidade Inteligente, num modelo semelhante ao já feito no Japão e em Santander, na Espanha. Assista à entrevista com Angelo Guerra, VP de Marketing e Vendas da NEC no Brasil.


Internet Móvel 3G 4G
TikTok e WeChat decidem enfrentar o governo de Donald Trump

Empresas afirmam que vão usar todos os recursos disponíveis para garantir o Estado de Direito. O governo Trump proibiu o uso dos aplicativos chineses. Medida entra em vigor em 45 dias.

Anatel recria 10 colegiados após extinção por Decreto presidencial

Uso do Espectro, Defesa dos Usuários, Prestadoras de Pequeno Porte, Aferição da Qualidade, Ofertas de Atacado, Acompanhamento de Redes são alguns dos grupos reestabelecidos pela agência. 

Reclamações contra oferta de banda larga crescem 40% com a quarentena da Covid-19

Queixas na Anatel cresceram especialmente a partir de março. No conjunto dos serviços, agência recebeu 1,52 milhão de reclamações entre janeiro e junho. Também houve um aumento de 20% com relação à telefonia móvel.

Oi quer corte de dívida com Anatel por desequilíbrio na concessão

“Tem que fazer um PGMU mais leve para que a gente possa respirar”, defende a diretora regulatória, Adriana Costa. Anatel esclarece que concessão não é sinônimo de lucro garantido. 

Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

Para o diretor da Huawei Brasil, Carlos Lauria, a reserva técnica é a melhor garantia para aguardar a evolução da tecnologia. "Se der tudo agora, não tem como voltar atrás depois", observa o executivo.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G