Home - Convergência Digital

Google for Startups Accelerator forma turma 100% de empresas lideradas por mulheres

Convergência Digital - 10/03/2021

O Google for Startups Accelerator anuncia, pela primeira vez, uma turma totalmente formada por empresas lideradas por mulheres. As dez startups selecionadas para a primeira turma de 2021 vão contar com sessões de mentorias com especialistas do Google e empresas parceiras durante os próximos três meses, em formato 100% online, que serão dedicadas a resolver desafios técnicos e de liderança.

As startups selecionadas foram Gupy, Safe Space, Justto, Datarisk, DealerSites, Hygia Bank, Redação Nota 1000, Manipulaê, Grão e Leads2b. Três das dez selecionadas já fizeram parte dos programas do Google for Startups. A Gupy foi residente na 2ª e na 3ª turmas do Accelerator, em 2018. Já a Datarisk e a Leads2b participaram do programa Immersion, em 2019, voltado para startups com sede fora do estado de São Paulo.

Além do suporte e ferramentas para aprimorarem o uso de Cloud, Machine Learning e/ou Ads, dentre outras tecnologias, a edição oferece mentorias com foco no desenvolvimento da liderança das fundadoras ou C-Levels.

Uma rede global de facilitadores, composta por profissionais do Google e empreendedores de diferentes setores, será responsável pela mentoria das líderes. Os temas vão desde como construir uma cultura sólida e confiança em seus times, relacionamento entre fundadores, utilizar os fracassos como aprendizados, dar e receber feedback que seja acionável e construtivo, entre outros. Até agora, mais de 800 fundadores de startups de 30 países foram mentorados para se desenvolverem como líderes.

"Apesar dos nossos esforços no Google para aumentar a representatividade feminina na nossa comunidade e no mundo todo, sabemos que ainda temos um longo caminho a percorrer. Por isso, decidimos incluir o módulo de desenvolvimento da liderança nesta edição do Accelerator, cientes de que as líderes precisam e querem ir além do aumento de eficiência operacional e redução de custos das suas startups", explica Fernanda Caloi, Gerente de programas do Google for Startups Brasil e uma das responsáveis pela execução desta edição do programa.

Conheça as startups selecionadas:

Datarisk: desenvolve produtos e soluções utilizando algoritmos avançados de IA e Machine Learning, como plataforma de modelagem preditiva, soluções antifraude, entre outros.

DealerSites: especialista em experiência de compra online para empresas automotivas, oferecendo gestão de conteúdo, adaptação de estratégia de acordo com a jornada dos clientes no website e outros.

Grão: fintech que oferece uma conta poupança digital com rendimentos acima da poupança tradicional.

Gupy: software de recrutamento, seleção e admissão que ajuda outras empresas a contratarem de forma efetiva.

Hygia Bank: startup que atua como healthtech e fintech, ajudando as pessoas a cuidarem da saúde de maneira preventiva e com planejamento financeiro.

Justto: plataforma para resolução de disputas baseada em dados para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos.

Leads2b: Oferece soluções para geração de leads no mercado B2B. Capacita gestores com melhores práticas do mercado e utiliza tecnologia para monitoramento de mercado e para ajudar a organizar as tarefas diárias de equipes.

Manipulaê: marketplace de farmácias de manipulação que identifica o melhor preço para o paciente.

Redação Nota 1000: plataforma online de correção de redação para o ENEM, fornecendo ao aluno sugestões práticas para melhorar seu texto.

Safe Space: ajuda empresas a identificarem e resolverem problemas de má conduta no ambiente de trabalho, para torná-lo mais seguro e inclusivo.

O Google for Startups Accelerator auxilia startups em estágio avançado a se desenvolverem. Mais de 85 startups já passaram pelo programa, incluindo as que cresceram e se firmaram no mercado brasileiro, como Loggi, Nubank, idwall e Grupo Zap.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

06/05/2021
Bootcamps 2021 abre bolsa de estudos para mais de 30 cursos em TI

05/05/2021
Curso para cloud e IA com 1,2 mil vagas gratuitas encerra inscrição no dia 07

04/05/2021
OAT Solutions aposta em capacitação in company por assinatura

03/05/2021
Santander oferece 50 mil bolsas de estudo para capacitação em TI

30/04/2021
Paula Souza e Microsoft abrem inscrições para 1,2 mil vagas gratuitas em cursos de tecnologia

29/04/2021
Bootcamp oferece 15 mil bolsas de estudo para desenvolvedores de software

08/04/2021
Huawei quer formar 2000 profissionais técnicos em FTTH até o final do ano

05/04/2021
Consultoria oferece 40 bolsas de estudo em Testes Automatizados de Software (Web e Mobile)

01/04/2021
Embrapii e IBM se unem para treinar 10 mil em TICs

24/03/2021
Centro Paula Souza e startup aceleram formação de alunos das Etecs e Fatecs em TI

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Trabalho híbrido, cloud, segurança, 5G: como fica o mercado de TI no Brasil?

Por Mauricio Suga*

A pandemia da Covid-19 e as mudanças decorrentes dela foram grandes aceleradores da transformação digital, tanto no Brasil quanto a nível mundial. Mudamos a maneira como trabalhamos e entendemos o local de trabalho, como gerimos e nos relacionamos com equipes e, também, revisitamos as prioridades de investimentos organizacionais, sejam elas de curto ou longo prazo.

Destaques
Destaques

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Marcos Pontes: O Brasil dá muito pouco valor ao ensino técnico

Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação advertiu que no Brasil esse apoio está muito aquém do desejado. Marcos Pontes também defendeu a concessão de incentivo para a contratação de mestres e doutores pelas empresas privadas.

Receita Federal: Saiba como declarar jornada reduzida no Imposto de Renda

A maior parte dos funcionários do setor de TICs foi incluído no Benefício Emergencial de Preservação de Emprego e da Renda (BEm) em 2020 como medida para aliviar o impacto econômico da Covid-19. Fisco orienta como acertar as contas.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site