Home - Convergência Digital

ABES Academy abre vagas para nova turma do curso de LGPD

Convergência Digital - 15/04/2021

A ABES ACADEMY, setor de educação e formação continuada da ABES - Associação Brasileira das Empresas de Software, está com inscrições abertas para a segunda turma de 2021 do curso Lei Geral de Proteção de Dados: fundamentos e implementação. Com modalidade 100% online, o curso será ministrado por profissionais altamente qualificados que trazem conhecimento e experiência jurídica, técnica e prática em relação à proteção de dados, privacidade e segurança da informação. Serão 8 aulas, das 16 às 19 horas, de 10/05 a 20/05, com carga horária total de 24 horas. As vagas são limitadas e as inscrições estão disponíveis aqui .

De acordo com Thomaz Côrte Real, consultor jurídico da associação e um dos palestrantes do curso, é importante fomentar o interesse das empresas no assunto para orientá-las sobre como cumprir a lei. "Esse curso é um dos poucos que contempla tanto as questões que envolvem a implementação jurídica quanto a técnica, então é uma ferramenta completa para quem precisa aprender e ficar em conformidade. Não há mais tempo a perder, as organizações precisam se adequar o mais rápido possível", afirma.

O público-alvo do curso são profissionais da área jurídica e de governança, estudantes de direito, executivos em geral, profissionais de RH, auditores, especialistas em segurança da informação e sistemas, auditores, consultores, administradores de empresas e pessoas que queiram conhecer a LGPD.

SERVIÇO: Curso: "Lei Geral de Proteção de Dados: Fundamentos e Implementação"

Data: 10/05 a 20/05

Hora: 16h às 19h

Inscrições: https://www.sympla.com.br/lgpd-lei-geral-de-protecao-de-dados-fundamentos-e-implementacao---o-mais-completo-curso-on-line__1178736

Instrutores do curso

Adriano Mendes - Advogado especializado em Direito Digital, Tecnologia e Empresarial. Sócio do ASSIS E MENDES Advogados, atua em questões que envolvam Proteção de Dados Pessoais e os desdobramentos jurídicos da tecnologia, bem como suas aplicações no direito brasileiro. Foi professor de Ética, Direito e Legislação e, atualmente, palestra sobre assuntos empresariais e de tecnologia jurídica.

Ana Cláudia Moro - Advogada, especialista em Direito Constitucional pelo IBDC, Direito do Trabalho e Imobiliário pela FMU, Compliance Trabalhista pela ESA e Privacidade e Proteção de Dados pelo Data Privacy Brasil. Integrante do escritório M.A.Santos, Côrte Real e Associados - Advogados e Consultora Jurídica da ABES.

Carlos Eduardo Passerani Reolon - Bacharel em Tecnologia da Informação, com MBA em Cybersecurity. Project Manager para a LGPD na IBM, empresa na qual trabalha há mais de 13 anos. Foco na implementação de projetos fiscais e legais. Especialista em TI certificado.

Daniella Caverni - Advogada e sócia do escritório EFCAN Advogados há 11 anos. Responsável pelas áreas de contratos e compliance. Formada em Direito pela Universidade Paulista, pós graduada em Direito Empresarial pela Universidade Mackenzie e em Direito dos Contratos pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Francisco Espuny - Especialista em Sistemas, com larga experiência na Área da Saúde, além de Especialista em Privacidade e Proteção de Dados pela Fundação Vanzolini.

Klaus Kiessling - Graduado em Sistemas da Informação pela Universidade Mackenzie e com MBA de gestão de negócios pelo IBMEC. Possui mais de 22 anos de experiência em consultoria de tecnologia e segurança da informação, trabalhando em empresas como HP, Unilever, CA, EY e Leadcomm. Atualmente, é sócio de Cybersecurity e Privacidade na KPMG, liderando projetos de análise de aderência e implementação de LGPD/GDPR/CCPA, gestão de Identidade e de Acessos, Gestão de Continuidade de Negócios, Aderência a normas de Segurança da Informação e Tecnologia da informação, Política de Segurança da Informação e Tecnologia da Informação, Classificação da Informação, Teste de Invasão, Estudo de Topologia, Análise e Especificação de Segurança, Análise de Riscos, SIEM e Network Forensics.

Marcos Freitas - Diretor na Leadcomm, Consultor em Processos, Governança de TI, Segurança da Informação e Riscos, tendo como foco a gestão de processos de negócio, desenvolvimento de P.C.N, P.D.T.I, Sistema de Gestão de Segurança da Informação e Compliance.

Thomaz Côrte Real - Advogado, especialista em Direito Empresarial e Direito Tributário pela Universidade Mackenzie e Privacidade e Proteção de Dados pelo INSPER, certificado EXIN em Privacy & Data Protection. Sócio no escritório M.A. Santos, Côrte Real e Associados, além de membro do Departamento Jurídico da ABES - Associação Brasileira das Empresas de Software.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/05/2021
ABNT vai certificar empresas adequadas à LGPD

06/05/2021
Justiça aplica LGPD para punir Serasa

05/05/2021
ANPD define listas tríplices para vagas no Conselho Nacional de Proteção de Dados

28/04/2021
ANPD: É imperativo conciliar transformação digital com proteção de dados no Governo

28/04/2021
CGU descarta conflito entre a LGPD e Lei de Acesso à Informação

28/04/2021
TCU adverte para constantes vazamentos no governo e à baixa adequação à LGPD

23/04/2021
ANPD busca servidores para coordenar TI e normatização

20/04/2021
HelpSystems mira LGPD e investe em classificação de dados

15/04/2021
ABES Academy abre vagas para nova turma do curso de LGPD

14/04/2021
ANPD: 122 nomes disputam 13 vagas no Conselho Nacional de Proteção de Dados

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Trabalho híbrido, cloud, segurança, 5G: como fica o mercado de TI no Brasil?

Por Mauricio Suga*

A pandemia da Covid-19 e as mudanças decorrentes dela foram grandes aceleradores da transformação digital, tanto no Brasil quanto a nível mundial. Mudamos a maneira como trabalhamos e entendemos o local de trabalho, como gerimos e nos relacionamos com equipes e, também, revisitamos as prioridades de investimentos organizacionais, sejam elas de curto ou longo prazo.

Destaques
Destaques

MP do Governo muda as regras para teletrabalho

A MP 1046/2021 diz que a infraestrutura necessária para a prestação do trabalho remoto tem de estar em contrato firmado previamente ou em até 30 dias depois da mudança do regime de trabalho.

Governo reedita redução de jornadas de trabalho e suspensão de contratos por conta da Covid-19

Programa passa a ter validade a partir desta quarta-feira, 28 de abril e terá validade de 120 dias.Trabalhador que for inserido no programa terá estabilidade de até seis meses.

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site