INOVAÇÃO

Carros autônomos se multiplicam, mas estão longe do mercado de consumo

Convergência Digital ... 18/11/2019 ... Convergência Digital

Até 2023, as adições globais de veículos equipados com hardware que permite direção autônoma sem supervisão humana constante devem somar 745,7 mil unidades, quase seis vezes as 137,1 mil unidades produzidas em 2018, segundo a consultoria Gartner. 

Um salto significativo já se verificou em 2019, quando a adição de unidades equipadas para direção autônoma somará 332,9 mil – crescimento predominantemente puxado pela América do Norte, China e Europa, onde surgiram as primeiras regulações sobre essa tecnologia. 

A Gartner lembra que as adições anuais verificadas não retratam vendas físicas, mas indicam uma mudança na rede de fornecimento para veículos considerados “prontos para automação”. 

“Atualmente não há veículos autônomos avançados além do estágio de pesquisa e desenvolvimento. Há veículos com capacidades limitadas, que ainda dependem de supervisão humana. No entanto, muitos deles contém hardware, como câmeras, radar, ou mesmo sensores lidar, que podem suportar autonomia total, de onde ‘prontos para automação’”, explica. 

A distância para o mercado consumidor efetivamente começa no custo. Segundo a Gartner, mesmo considerando-se que o custo com sensores necessários à direção autônoma deve cair 25% até 2026, eles ainda serão proibitivamente altos. “Isso significa que na próxima década o avanço das funcionalidades de automação estejam disponíveis apenas em veículos ‘premium’ ou vendidos para frotas de serviços.”

Dispositivos lidar, sigla em inglês para detecção remota de luz, podem custar o equivalente a R$ 300 mil cada  unidade, muito mais que o preço de um carro médio, o que deixa altos níveis de tecnologia de automação veicular fora do alcance da maior parte do mercado por algum tempo. 


Cloud Computing
FGV oferece curso online gratuito de Ciências de Dados

Com duração de 60 horas, as aulas são baseadas em língua inglesa. A instituição oferece outros 85 cursos gratuitos durante a pandemia de Covid-19, entre eles, Gestão de TI nos negócios.

Pesquisa de inovação mostra investimento baixo e falta de política pública

Segundo o IBGE, as empresas inovadoras do Brasil investiram menos de 2% da receita em P&D. “A agenda de inovação é urgente e deveria ser prioridade”, aponta a Confederação Nacional da Indústria. 

Laura, a IA nacional que já salvou 12 mil vidas, entra no combate ao Coronavírus

Tecnologia será disseminada em todo o Brasil, depois de um acordo com o governo federal. Em setembro do ano passado, no Rio Info 2019, o Convergência Digital entrevistou um dos idealizadores da Laura.

Brasil precisa formar massa crítica de empreendedores para inovação

A posição é defendida pelo CEO da Fábrica de Startups, Hector Simões, que tem como meta se tornar o maior hub de inovação do Rio de Janeiro.

Investimentos em fintechs disparam para R$ 7,6 bilhões no Brasil

Aportes triplicaram puxados pela injeção de R$ 1,9 bilhão no Nubank e R$ 1,6 bilhão no Banco Inter.  Brasil ocupa o quinto lugar entre os maiores centros de captação de fundos de fintechs no mundo.

Governo seleciona entidades para compor GT de propriedade intelectual

Grupo Interministerial de Propriedade Intelectual, originalmente parte da Camex e agora sob tutela do Ministério da Economia, terá 10 representantes da sociedade civil. 



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G