TELECOM

Oi se posiciona como prestadora de serviços de TI

Ana Paula Lobo e Rafael Mariano ... 14/06/2019 ... Convergência Digital

A Oi se move para se posicionar como uma prestadora de serviços de TI no segmento B2B,  indo além da oferta de conectividade. No CIAB Febraban 2019, realizado esta semana, em São Paulo, a operadora mostrou um portfólio em que a segurança ganhou destaque com uma solução que permite a realização de videomonitoramento com analytics, para identificar pessoas e padrões de comportamento, protegendo o público de uma agência de situações de risco de modo preventivo e proativo.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Rodrigo Shimizu, diretor de Marketing do Corporativo da Oi, falou sobre o impacto, no setor bancário, de tecnologias emergentes como Inteligência Artificial, Blockchain e Internet das Coisas. No caso de IoT, a Oi se diz preparada para fazer uma gestão dos dispositivos e de soluções. Já Blockchain é encarado como um desafio para todo o segmento de TI.

"Muito se fala sobre a tecnologia, e ainda temos de entender como construir as aplicações, mas é certo que blockchain estará associado a Inteligência Artificial e Internet das Coisas", sinalizou Shimizu. Já sobre computação em nuvem, o diretor de Marketing do Corporativo da Oi contou que a operadora possui nuvem própria privada e pública, construída com um parceiro canadense, mas a maior aposta é na multicloud para massificar o consumo dos serviços de cloud computing.

Para Shimizu, 2019 está sendo um ano muito relevante para os serviços de segurança da informação e confidencialidade dos dados. Assistam à entrevista.


Veja edição 12 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 12
Especial 20 Anos de Internet no Brasil


Há 20 anos os provedores de Internet escrevem suas histórias no País. A trajetória não foi nada fácil. Houve decisões políticas e econômicas significativas. Infraestrutura, modelo de negócios e fidelização de clientes foram relevantes no passado e continuam sendo no presente. Ao longo de duas décadas, os ISPs tiveram de se reinventar diversas vezes para não deixar de existir.

Clique aqui para ver outras edições

Governo autoriza aumento de capital da Telebras de R$ 1,17 bilhão

Montante é reflexo dos aportes autorizados em 2015, 2016, 2017 e 2018, quando a estatal estava ainda em acerto financeiro do satélite geoestacionário de defesa e comunicações. 

Comissão aprova prazo de seis meses para instalação de bloqueador de celular em presídios

Relator do projeto retirou o dispositivo que condicionava as novas outorgas de telecomunicação à instalação, ao custeio e à manutenção dos bloqueadores pelas prestadoras.

Com Smart, Algar Telecom fica com 1.100 Km de rede própria em Pernambuco

Compra da Smart Telecomunicações foi concluída e empresa tem previsão de investir R4 78 milhões na região Nordeste nos próximos cinco anos.

Entidades rebatem Anatel e lançam carta contra o PLC 79/16, o projeto que muda telecom

Em contraponto à agência reguladora, entidades de defesa de consumidores e de direito à comunicação criticam o PLC 79/16, alegam que a proposta favorece a concentração e reduz o poder da União de exigir investimentos em banda larga. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G