NEGÓCIOS

Facebook une 27 empresas, lança moeda virtual Libra e invade espaço dos bancos

Convergência Digital ... 18/06/2019 ... Convergência Digital

O Facebook divulgou nesta terça, 18/6, planos de lançar uma criptomoeda chamada “Libra”, com base em parceria com outros 27 sócios de uma entidade sediada em Genebra chamada Libra Association, que administrará essa nova moeda digital. A ideia é lançá-la no primeiro semestre de 2020. 

Segundo a empresa, essa moeda não será um ativo especulativo, como a Bitcoin, mas uma forma de dinheiro digital baseado em reservas. Ou seja, a expectativa é de que a “Libra” seja usada como forma de pagamento por serviços, tanto online como off-line. 

Os parceiros dão uma ideia dessa expectativa. Entre eles estão empresas de venture capital, de criptografia, de telecomunicações e do mercado financeiro, como Coinbase, Mastercard, Visa, eBay, PayPal, Stripe, Spotify, Uber, Lyft e Vodafone.

A rede social também criou uma subsidiária chamada Calibra, que oferecerá carteiras digitais para salvar, enviar e gastar “libras”. O Calibra será conectado às plataformas de mensagens do Facebook Messenger e WhatsApp, que já possuem mais de um bilhão de usuários. 

O Facebook espera que a moeda digital não apenas potencialize as transações entre consumidores e empresas em todo o mundo, mas que ofereça serviços financeiros aos consumidores sem acesso a banco. 

Não está claro como parlamentares ou reguladores reagirão ao Facebook tomando iniciativa em direção a serviços financeiros através do mundo altamente desregulado das criptomoedas. 

O Facebook contatou reguladores nos Estados Unidos e no exterior para falar sobre a futura criptomoeda, disseram executivos da empresa. Eles não especificariam quais reguladores ou se a empresa solicitou licenças financeiras em qualquer lugar. 

* Com informações da Reuters


Cloud Computing
Perda dos dados é o medo real dos gestores de segurança com a nuvem pública

Acessos não autorizados, interfaces inseguras, más configurações e hijacking de contas são as principais vulnerabilidades apontadas pelas companhias para não colocarem suas infraestruturas na nuvem pública, revela estudo global da Check Point.

Por mercado de BPO, Lumen IT compra Superabiz

Valor da transação não foi revelado pelas partes. Expectativa da fusão é simplificar o acesso às soluções de compliance fiscal, jurídico e para o SPED.

#RioéTech abre programação do Rio Info 2019

Evento, que chega em 2019 a sua décima sétima edição, já gerou R$ 250 milhões em negócios. Pré-eventos serão realizados em diversas cidades do Estado do Rio de Janeiro para aproximar empresas e Academia.

TI fica ainda mais estratégica na disrupção digital

“Onde existir um elo mais fraco pode haver uma disrupção grande e entrar uma fintech, uma startup”, lembra o vice-presidente de serviços financeiros da BRQ, José Antonio Afonso Pires.

Unisys: open banking só existirá com a LGPD implementada no Brasil

"Os dois são interligados porque a premissa maior é a segurança da informação", observa o vice-presidente e líder da Vertical de Serviços Financeiros para América Latina, Luís Rego. Decisão do Banco Central de postergar a consulta pública sobre o tema tem pontos positivos e negativos.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G