Home - Convergência Digital

Depois da Google, Apple traz ao Brasil serviço de carteira eletrônica

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 04/04/2018

A carteira eletrônica da Apple, o Apple Pay, desembarca no Brasil nesta quarta, 4/4, por meio de um acordo da empresa americana com o banco Itaú. O serviço, portanto, começa restrito a cerca de 1,2 milhão de clientes do banco que também possuem iPhone 6 em diante.

A parceria, exclusiva por 90 dias, envolve redes locais de varejo que oferecerão descontos em compras pagas por meio do aplicativo. Inclui também oferta de desconto aos clientes dos cartões de crédito do Itaú Unibanco na compra de dispositivos da Apple.

No mundo, a carteira da Apple tem cerca de 80 milhões de usuários. No Brasil, recentemente a Google anunciou seu Google Pay (combinação de Android Pay e Google Wallet) em parceria com o banco Bradesco de forma que portadores de cartão de crédito Visa podem fazer compras com smartphones.

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

30/04/2020
Oi cria carteira digital por WhatsApp para pessoas de baixa renda

02/03/2020
Banco Carrefour libera fatura pelo WhatsApp

20/02/2020
MetrôRio passa a aceitar cartões de débito nos pagamentos por aproximação

09/01/2020
BC contrata Dinamo Networks e faz acontecer o pagamento instantâneo

05/08/2019
Carteiras digitais impulsionam transações NFC no Banco do Brasil

13/05/2019
Itaú dispensa 'maquininha' e lança carteira digital para pagar e receber pelo celular

31/01/2019
Mais de 2000 postos da Shell passam a aceitar pagamento via app do Mercado Pago

31/08/2018
Brasileiros querem usar o WhatsApp para pagar contas

28/08/2018
Celulares e redes sociais turbinam transferências de dinheiro no mundo

26/06/2018
Samsung entra na briga contra PayPal, PagSeguro e Mercado Pago no Brasil

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site