Home - Convergência Digital
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Muito além do modismo. Muito prazer, Python!

Por Guilherme Lima* - 23/02/2021

Você sabe o que é Python? Trata-se de uma linguagem de programação de código aberto (gratuito), otimizada para qualidade, integração, portabilidade e produtividade. Basicamente, é um conjunto de símbolos e códigos utilizados para orientar determinada programação, a fim de expressar instruções para o computador. Para se ter uma ideia, é possível aplicá-lo em quase todos os segmentos, seja no desenvolvimento de sites, jogos, robótica e, inclusive, no controle de espaçonaves. Isso porque, geralmente, o Python opera em engenharia espacial e em diferentes cenários, como análise de dados e automação. Controlar um foguete com Python é uma forma de expressão, mas, atualmente, existem bibliotecas e programas que simulam um lançamento de foguete.

Há muitos motivos pelos quais esta linguagem de alto nível tem tanto sucesso e que, na minha visão, continuará tendo no futuro! Além desta sintaxe e do código aberto, como mencionei, podemos citar um ecossistema de bibliotecas científicas e analíticas de dados disponíveis para desenvolvedores que utilizam a linguagem, além da facilidade de integração com quase qualquer outra tecnologia.

De modo geral, as bibliotecas oferecem suporte a uma série de tarefas de programação em nível de aplicativo, desde correspondência de padrões de texto a scripts de rede. Devido à facilidade de uso e ao conjunto de ferramentas integrado ao Python, ele pode tornar o ato de programar mais prazeroso. Embora isso possa ser um benefício intangível, seu efeito na produtividade é um ativo importante.

Apesar de ser relativamente "novo", é usado por diversos desenvolvedores no mundo em áreas como Data Science, programação de sistemas web, interfaces de usuário, entre outros. Para exemplificar melhor esta linguagem, com ela, podemos criar um site com Django ou Flask, um script para digitar ou mover o mouse sozinho ou, até mesmo, um programa que armazena determinados tweets em um banco de dados.

Comparado a outras linguagens de programação, o Python é simples e fácil de aprender porque requer uma sintaxe única que enfatiza a legibilidade. Como desenvolvedor, você pode ler e traduzir o código com muito mais facilidade do que em outras linguagens. Com isso, a capacidade de leitura reduz o custo geral de manutenção e desenvolvimento do programa, pois permite trabalhar com equipes de forma colaborativa sem nenhuma experiência significativa ou barreiras de idioma.

É importante lembrar que é possível aplicar o Python em diversos segmentos e não apenas em questões tecnológicas. Para se ter uma ideia, podemos fazer a avaliação das vendas de uma determinada loja, realizando uma análise exploratória dos dados com esta linguagem e, com base nas informações obtidas, auxiliarão as equipes de marketing/vendas nas futuras decisões. Além disso, a técnica pode ser usada no setor educacional, podendo ser implementada na educação elementar, escolas ou universidades.

Além de aumentar a produtividade do desenvolvedor, muitas vezes, vai além de linguagens compiladas ou estaticamente tipadas, como C, C ++ e Java. É importante lembrar que o código Python tem, normalmente, de um terço a um quinto do tamanho do código C ++ ou Java, por exemplo. Isso significa que há menos para digitar, depurar e menos para manter após o fato.

Aqui na Alura, plataforma online de ensino de tecnologia e negócios digitais, contamos com diversos cursos sobre a temática, como, por exemplo, Formação Python, Formação Estatística com Python e Validação de dados no padrão nacional. Vale lembrar que os programas Python também são executados imediatamente sem longas etapas de compilação e links, exigidas por algumas ferramentas, o que aumenta ainda mais a velocidade do programador.

*Guilherme Silva é formado em Sistemas de Informação, e, atualmente, é desenvolvedor e instrutor na Alura, plataforma online de ensino de tecnologia. Além de criar cursos para Alura, o profissional é também autor dos cursos na Alura Start, onde ensina a produzir jogos com Scratch.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

Destaques
Destaques

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Marcos Pontes: O Brasil dá muito pouco valor ao ensino técnico

Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação advertiu que no Brasil esse apoio está muito aquém do desejado. Marcos Pontes também defendeu a concessão de incentivo para a contratação de mestres e doutores pelas empresas privadas.

Receita Federal: Saiba como declarar jornada reduzida no Imposto de Renda

A maior parte dos funcionários do setor de TICs foi incluído no Benefício Emergencial de Preservação de Emprego e da Renda (BEm) em 2020 como medida para aliviar o impacto econômico da Covid-19. Fisco orienta como acertar as contas.

TST diz que celular, notebook e veículo fornecidos não integram salário

Equipamentos fornecidos para a realização do trabalho não configuram o chamado salário in natura, ainda que também sejam utilizados para fins particulares.

Trabalhador que recusar vacina pode ser demitido por justa causa

Orientação é do Ministério Público do Trabalho.“Todos temos amigos e parentes que recebem diariamente fake news sobre vacinas. O primeiro papel do empregador é trabalhar com informação para os empregados”, diz o procurador-geral do MPT, Alberto Balazeiro.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site