Home - Convergência Digital

Algar Telecom testa 5G em laboratório na faixa de 3,5GHz

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 26/08/2019

 A Algar Telecom, empresa do grupo Algar que atua no setor de telecomunicações e TI, realizou na primeira quinzena de agosto seus primeiros testes com a tecnologia 5G. Após obtenção da licença de permissão da Anatel para uso da faixa de 3,5 MHz em caráter de teste e pesquisa científica, a experimentação foi realizada em laboratório, com a cooperação da multinacional Huawei e da Faculdade de Computação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Os testes foram feitos com o smartphone Huawei Mate 20X 5G, ainda não disponível comercialmente; em dispositivos roteadores domésticos (similares aos usados hoje no Wi-Fi) do modelo Huawei 5G CPE Wifi 6; e no dispositivo de realidade virtual PICO NEO 6DoF All-in-one.

“Hoje, há pouquíssimos dispositivos compatíveis com o 5G no mercado ou mesmo com placas de rede que suportem velocidades superiores a 1 Gbps. No futuro, essa oferta será ampliada e poderemos verificar, por exemplo, como será a experiência de vídeo em TV's 8k”, explica Luis Lima, diretor de operações e tecnologia da Algar Telecom.

Na avaliação de velocidade de conexão, os testes com 5G atingiram velocidade de 1.054 Mbps (acima de 1 Gbps) no downlink e 114 Mbps no uplink. O número é dez vezes maior do que o alcançado hoje no 4.5G, pouco superior a 100 Mbps. A título de comparação, no 3G a velocidade máxima era de 10 Mbps, enquanto no 2G em torno de 100 kbps. Na prática, isso demonstra uma evolução da velocidade em um fator de crescimento de dez vezes a cada geração.

Em relação à latência, os testes do 5G chegaram a 6 ms. No 4.5G, em boas condições, a latência é de 15 ms. “Como as especificações da nova arquitetura do core de rede do 5G ainda estão em andamento, a tendência é que essa latência caia ainda mais, permitindo no futuro serviços de máxima confiabilidade e baixíssima latência, como carros autônomos, controle de drones e robôs a distância”, completa o executivo.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/09/2019
5G chegará a 75 milhões de conexões na América Latina até 2023

18/09/2019
TVs defendem migração da banda C para Ku e calculam custo em R$ 2,9 bilhões

09/09/2019
Na América Latina, 33% da população ainda não têm acesso ao celular

06/09/2019
TIM, Ericsson e Inatel inauguram laboratório 5G

06/09/2019
Brasil terá um ganho de R$ 40 bilhões por uso de faixas milimétricas no 5G

04/09/2019
Samsung anuncia produção de chip integrado 5G para celular

29/08/2019
Teles temem disparada no preço do leilão 5G

28/08/2019
EUA e Austrália pressionam Brasil sobre riscos à segurança nacional com o 5G

26/08/2019
Algar Telecom testa 5G em laboratório na faixa de 3,5GHz

23/08/2019
América Latina tem menos de 20% de espectro disponível para novos serviços móveis

Destaques
Destaques

América Latina tem menos de 20% de espectro disponível para novos serviços móveis

Mesmo o Brasil, que tem 609 MHz de espectro destinado aos serviços, fica bem abaixo dos 1960Mhz recomendados pela União Internacional das Telecomunicações (UIT) para 2020.

5G vai chegar a quase 60% da população em 2025

Tecnologia vai crescer muito mais rápido do que qualquer outra geração sem fio, revela estudo de megatências feito pela Huawei. O estudo também prevê que o volume anual de dados globais chegue a 180 ZB (1 ZB = 1 trilhão de GB).

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site