Home - Convergência Digital

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Por Roberta Prescott - 23/03/2021

A empregabilidade no setor de tecnologia da informação e comunicação segue alta, mesmo com a adversidade do quadro econômico e social no País o que comprova a eficácia da política de desoneração da folha de pagamentos para TI e Telecom. "Foi uma política pública que deu muito certo e TIC respondeu com o que prometeu: mais empregos e qualificados", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo, ao palestrar no Brasscom TecFórum 2021, realizado nesta terça-feira, 23/03.

O macrossetor de TIC — como a Brasscom aloca os setores de TIC, TI in house e telecomunicações — foi responsável por 1,62 milhão de empregos em 2020, com 59 mil de profissionais ingressando em tecnologia em relação a 2019. O crescimento de 3,6% no número de profissionais no ano passado ocorreu, principalmente, no segundo semestre, depois de uma queda de quase 30 mil nos meses de abril e maio, pico inicial da pandemia de Covid-19.

Como explicou Gallindo, quando a pandemia começou a perspectiva era de que se o setor conseguisse manter estoque de empregos seria um grande feito. "O que aconteceu, logo após declaração da OMS de pandemia, foi uma queda da empregabilidade com profissionais saindo, mas, a partir de junho, temos a retomada da empregabilidade com pico em outubro e terminando 2020 com perto de 59 mil novos profissionais. O setor acabou sendo um destaque de geração de emprego", ressaltou.  

Do total de profissionais em TICs — quase 1,62 milhão — TIC responde por 896.819 profissionais, seguida de TI in house (ou seja, a prática de construir tecnologia por empresas que não são de tecnologia) com 412.336 e telecom com 309.551. "A maior geração de emprego do setor está em TIC e maior subcontingente é do conglomerado de software e serviços com 679.358 profissionais, sendo 568.484 em serviço e 110.874 em software", destacou.

Com relação aos salários, Gallindo apontou que a remuneração média de TIC mais alta está em serviços de alto valor agregado e em software. A remuneração média do subsetor de software e serviços de TI é a maior dentre as pesquisadas e 2,9 vezes superior ao salário médio nacional.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/03/2021
Competitividade: o mantra do Brasil no jogo da economia digital

24/03/2021
BID: é urgente reduzir a desigualdade no acesso à tecnologia na América Latina

24/03/2021
Transformação digital: um movimento com vencedores e perdedores

24/03/2021
Cursos técnicos integrados respondem por apenas 8% dos alunos matriculados no ensino médio

24/03/2021
5G é a política pública para acabar com o gap digital no Brasil

24/03/2021
Reforma tributária fatiada mantém status quo e destrói economia

23/03/2021
Transformação digital: Atenção do governo ao risco de digitalizar a burocracia

23/03/2021
Depois da Senacon, ANPD prepara acordos com GSI e Polícia Federal

23/03/2021
Governo destinou quase R$ 100 milhões para projetos de cidades inteligentes

23/03/2021
TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Trabalho híbrido, cloud, segurança, 5G: como fica o mercado de TI no Brasil?

Por Mauricio Suga*

A pandemia da Covid-19 e as mudanças decorrentes dela foram grandes aceleradores da transformação digital, tanto no Brasil quanto a nível mundial. Mudamos a maneira como trabalhamos e entendemos o local de trabalho, como gerimos e nos relacionamos com equipes e, também, revisitamos as prioridades de investimentos organizacionais, sejam elas de curto ou longo prazo.

Destaques
Destaques

Governo reedita redução de jornadas de trabalho e suspensão de contratos por conta da Covid-19

Programa passa a ter validade a partir desta quarta-feira, 28 de abril e terá validade de 120 dias.Trabalhador que for inserido no programa terá estabilidade de até seis meses.

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Receita Federal: Saiba como declarar jornada reduzida no Imposto de Renda

A maior parte dos funcionários do setor de TICs foi incluído no Benefício Emergencial de Preservação de Emprego e da Renda (BEm) em 2020 como medida para aliviar o impacto econômico da Covid-19. Fisco orienta como acertar as contas.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site