Home - Convergência Digital

Covid-19 impôs revisão dos projetos 5G na América Latina

Convergência Digital* - 25/06/2020

O número de conexões e redes 5G ainda está crescendo apesar da pandemia da COVID-19 e a consequente crise global. De acordo com dados da Omdia, a 5G contou com mais de 63,6 milhões de conexões no mundo inteiro no 1T 2020, crescimento de 308,66% comparado com o trimestre anterior, aponta a 5G Americas, a associação setorial do 5G e LTE para as Américas.

Os dados da TeleGeography revelam 82 redes comerciais 5G em operação no mundo inteiro, número este que deve crescer para 206 até o final de 2020. Além disso, o Relatório Ericsson Mobilidade de junho de 2020 revela que mais de 100 modelos de dispositivos 5G já podem ser encontrados no mercado global oferecendo cada vez mais suporte para frequências de banda baixa, média e milimétrica (mmWave).

Algumas diferenças regionais já estão aparecendo devido ao impacto localizado da pandemia. Para Jose Otero, Vice-Presidente da 5G Americas para a América Latina e o Caribe, o setor de telecomunicações da América Latina e do Caribe está começando a sentir o impacto da COVID-19. "O volume de remessas financeiras da Europa e América do Norte desacelerou e, com muitos governos regionais impondo regras de isolamento social, o poder de compra de uma grande parcela da população caiu", adicionou.

Em termos regionais, a América do Norte registrou 1,18 milhões de conexões 5G e 494 milhões de conexões LTE no final do 1T 2020. Isso representa 100% de crescimento para a 5G, que ganhou 591 mil conexões 5G durante o trimestre, e ganho de 2,34% para a LTE, adicionando 11,3 milhões de conexões LTE no trimestre. A América Latina e Caribe chegaram ao fim do 1T 2020 com 3.004 conexões 5G (142,85% acima do trimestre anterior) e 372 milhões de conexões LTE (crescimento trimestral de 3%), respectivamente.

Olhando para o futuro, a Omdia projeta 238 milhões de conexões 5G no mundo inteiro até o final de 2020, das quais 10 milhões registradas na América do Norte. A América Latina e o Caribe devem registrar 270 mil novas conexões até o final do 2020. O número de conexões LTE 4G ainda é robusto e deve atingir 5,7 bilhões de conexões no mundo inteiro, com 506 milhões de novas assinaturas na América do Norte (4,8% de crescimento anual) e 404 milhões (ganho de 11,8% na comparação anual) na América Latina e o Caribe.

"Os problemas logísticos no mundo inteiro levaram à falta de dispositivos e, consequentemente, crescimento negativo do número de assinantes e adoção menor de novas tecnologias. Todos os processos de alocação de espectro devem sofrer atrasos e nenhuma nova rede deve ser lançada nesse período até a situação normalizar", finaliza José Otero.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/09/2020
Economia prefere, mas não garante, leilão 5G não arrecadatório

22/09/2020
Para TIM, 5G não comporta neutralidade de rede

22/09/2020
Anatel: Crise afetou condições e preço do edital do 5G

22/09/2020
Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

21/09/2020
Comissão Europeia pede ações urgentes para ter 5G o quanto antes

17/09/2020
Telcomp vai ao STF contra leis que impedem antenas a 50 metros de residências em São Paulo

16/09/2020
Vale vai investir em laboratório 5G

15/09/2020
5G vai atrasar se teles tiverem que pagar limpeza da Banda C

10/09/2020
Minicom: Governo Bolsonaro não vai intervir na venda dos ativos da Oi

10/09/2020
5G avança sobre espectro não licenciado

Destaques
Destaques

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Covid-19 não é desculpa e Brasil perde dinheiro e status ao atrasar o 5G

O mundo não vai esperar o Brasil resolver seus problemas e o 5G está acontecendo, advertiu o consultor sênior da Omdia, Ari Lopes. Governo terá de decidir se busca investimentos de longo prazo ou de curto prazo. Omdia prevê um impacto de US$ 1,1 trilhão no Brasil de 2021 a 2025.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site