TELECOM

Anatel aprova edital e venda das licenças da Sercomtel aguarda TCU

Luís Osvaldo Grossmann ... 17/09/2019 ... Convergência Digital

A Anatel aprovou o edital de licitação para vender outorgas e licenças detidas pela Sercomtel, concessionária que atende a paranaense Londrina e 15 cidades da região mas que enfrenta uma complicada crise financeira. Além das licenças para prestar telefonia fixa, local e internacional, móvel e banda larga, também serão oferecidas as autorizações de uso das faixas 800 MHz e 1,8 GHz. 

A Sercomtel enfrenta dificuldades há pelo menos uma década – nos últimos 10 anos, só teve mais receitas que despesas uma única vez, em 2014. Um ano antes, em 2013, a Anatel começou a observar a empresa mais de perto e alertar por medidas de reversão de rumo. São mais de R$ 200 milhões em prejuízos acumulados e nas contas da agência, a necessidade de outros R$ 100 milhões em investimentos. 

Ainda assim, a decisão dividiu o Conselho Diretor da Anatel. A maioria acompanhou o relator Emmanoel Campelo na proposta de edital, mas Aníbal Diniz abriu divergência e foi acompanhado por Vicente Aquino. Para ambos, a aprovação do PLC 79/16 deveria ser levada em conta, assim como a transformação da concessão da Sercomtel em autorização, e não a licitação. 

Campelo, Leonardo de Morais e Moisés Moreira preferiram manter em curso o plano original, apesar dos pleitos da própria Sercomtel. Com isso, o edital já está aprovado e prevê a oferta, em diferentes lotes, das licenças e autorizações já mencionadas. Falta, agora, o crivo do Tribunal de Contas da União. Enquanto isso, o processo caducidade das outorgas da Sercomtel, aberto ainda em 2017, fica à espera. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Anatel simplifica e zera custo para homologar produtos de Telecom

"A isenção da taxa é imediata e vale para todos os produtos homologados pela Anatel – inclusive radioamadores, drones e produtos importados para uso do próprio usuário”, disse o presidente da Agência Reguladora, Leonardo Morais.

Anatel: Tirando Oi, Telefônica, Claro, TIM e Sky todas as demais são pequenas prestadoras

Critério mudou de 50 mil acessos para 5% de cada mercado relevante, telefonia fixa e móvel, internet e TV paga.  Definição permite a isenção de uma série de obrigações regulatórias.

Acordo entre Enel e teles tenta novo mutirão de ‘limpeza’ dos postes em SP

Meta de limpar 1,8 mil postes até dezembro foi acertada com Vivo, Claro, TIM, Oi e Telcomp e o Procon-SP. 

Teles fazem campanha por conta digital sem papel

Segundo Sinditelebrasil, 76 milhões de clientes ainda recebem faturas impressas todos os meses – em média, 152 milhões de folhas. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G