TELECOM

Anatel registra queda de 17,2% nas reclamações contra as teles

Convergência Digital* ... 12/08/2019 ... Convergência Digital

As reclamações contra operadoras de telecomunicações encaminhadas à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em junho caíram 17,2% em relação a maio deste ano. Foram recebidas 218.356 reclamações  no sexto mês do ano nos canais de atendimento da agência. Os consumidores apresentaram suas reclamações  pela central telefônica do órgão regulador, 55,7% – acessível pelo 1331 –, pela página online, www.anatel.gov.br,  30,7%, pelo aplicativo móvel “Anatel Consumidor”, 13,4%, e pelo atendimento pessoal nos escritórios da Anatel em todos os estados e no Distrito Federal, 0,3%.

Todos os principais serviços de telecomunicações acompanhados pela Anatel apresentaram redução em junho de 2019. A telefonia fixa com 44.686 reclamações em junho registrou queda de 22,1% em relação a maio, seguida da telefonia móvel pós-paga com 76.340 reclamações, menos 17,6%, da TV por Assinatura com 26.548 reclamações, menos 15,3%, da banda larga fixa com 41.867 reclamações, menos 15,1%, e da telefonia móvel pré-paga com 27.823 reclamações, menos 12,4%.

Em junho, a TIM foi a operadora mais reclamada pelos consumidores na telefonia móvel pós-paga (40,2%) e na telefonia móvel pré-paga (48,7%). Na TV por Assinatura o grupo mais reclamado foi a Claro/NET com 46,6% das queixas, na telefonia fixa foi a Oi com 48,4% e na banda larga fixa foi a Vivo com 27,4%.

Reclamações sobre cobrança foram os principais motivos de queixas registradas na Anatel contra prestadoras de telecomunicações: 51,1% das queixas na TV por Assinatura, 45,5% na telefonia móvel pós-paga e 41,8% na telefonia fixa. Na banda larga fixa o principal motivo das reclamações foi “qualidade, funcionamento e reparo”, 33,7% do total, e na telefonia móvel pré-paga foram queixas relativas a crédito, 31,0%.

* Com informações da Anatel


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Força-tarefa da Anatel interrompe 25 emissoras clandestinas em São Paulo

Operação estava interferindo no controle de tráfego aéreo do aeroporto de Guarulhos. Também foram desmantelados 20 pontos onde a energia elétrica que alimentava os equipamentos de transmissão era furtada, com apreensão de cerca de uma tonelada de cabos de energia, em conjunto com a distribuidora local.

Prazo para questionar serviço não contratado de telefonia é dez anos

Superior Tribunal de Justiça entendeu que se aplica o artigo 205 do Código Civil. Seguindo o voto do relator, ministro Og Fernandes, a Corte aplicou ao caso o entendimento que resultou na Súmula 412 para as tarifas de água e esgoto.

Juiz manda CVM investigar compra e venda de ações da Oi

O juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, afirma na ordem encaminhada à Autarquia Federal que é 'preciso que se tentha conhecimento de toda e qualquer forma de capitação especulativa".

Procon-SP multa Sky em R$ 2,9 milhões por publicidade enganosa

De acordo com o órgão de defesa do consumidor, a operadora também efetuou cobranças de taxas de licenciamento do software, segurança de acesso e de locação de ponto adicional que são ações proíbidas pela Anatel.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G