Home - Convergência Digital

EUA usam Covid-19 para prorrogar por mais um ano restrições à Huawei

Convergência Digital* - 14/05/2020

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estendeu por mais um ano uma ordem executiva assinada há um ano declarando emergência nacional e impedindo empresas do país de usarem equipamentos de telecomunicações fabricados por companhias que o governo norte-americano considera que representem risco à segurança nacional.

A ordem invocou uma lei que dá ao presidente autoridade para regular o comércio em resposta a uma emergência nacional que ameace os EUA. Legisladores disseram que o pedido de Trump de 2019 foi direcionado diretamente a empresas chinesas como Huawei e ZTE.

Por outro lado, o Departamento de Comércio dos EUA deve estender uma licença, que expira na sexta-feira, permitindo que empresas dos EUA continuem fazendo negócios com a Huawei, disse uma pessoa informada sobre o assunto.

O departamento emitiu extensões da licença temporária e a prorrogou até 1º de abril. A Huawei, segunda maior fabricante de smartphones do mundo, também é uma grande empresa de equipamentos de telecomunicações que fornece tecnologia de rede 5G.

Em março, o Departamento de Comércio fez consulta pública sobre se deve emitir extensões futuras e perguntou qual o impacto se a licença geral temporária não for estendida. O Departamento de Comércio também perguntou sobre os custos associados ao término das licenças.

A associação de telefonia móvel CTIA pediu ao departamento a aprovação da extensão da licença “de longo prazo”, afirmando que “agora não é o momento de prejudicar a capacidade das operadoras globais de manter a saúde das redes”.

O Departamento de Comércio e a Huawei se recusaram a comentar.

Desde que incluiu a Huawei numa lista negra econômica em maio do ano passado, citando preocupações de segurança nacional, o departamento permitiu a compra de alguns produtos fabricados nos EUA, movimento que visa minimizar interrupções para clientes, muitos dos quais operam redes sem fio na área rural.

Em novembro, a agência de telecomunicações dos EUA (FCC)designou a Huawei e a ZTE como riscos à segurança nacional, impedindo operadoras em áreas rurais nos Estados Unidos de usarem um fundo do governo norte-americano de 8,5 bilhões de dólares para compra de equipamentos.

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

01/10/2020
Itália diz amém aos EUA na briga contra Huawei e Alemanha é a próxima

23/09/2020
Huawei diz ter estoque suficiente para atender demanda nacional

17/08/2020
EUA apertam o cerco e endurecem medidas de restrições contra a Huawei

13/08/2020
EUA banem empresas que usam produtos da Huawei das compras governamentais

10/08/2020
Huawei dá o troco e Qualcomm alerta para o risco dos EUA perder muito dinheiro

06/08/2020
Huawei usa robôs em centro de distribuição no Brasil com uso do 5G industrial

09/07/2020
No Brasil, TIM nega descarte da Huawei para rede 5G

23/06/2020
Huawei: Brasil sempre teve um mercado aberto e justo no setor de TIC

21/05/2020
Huawei tem novo CEO para conduzir negócios no Brasil

18/05/2020
Huawei sobe o tom e diz que governo dos EUA é arbitrário

Destaques
Destaques

Conexão no campo pode render até R$ 50 bilhões em dois anos

Estudo do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) revela que, hoje, faltam quase 15 mil antenas e torres para ofertar o serviço necessário para a digitalização do agronegócio. Os números foram revelados no Painel Telebrasil 2020.

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site