Clicky

Convergência Digital - Home

Analytics será decisivo para comprovar eficácia da vacina contra Covid-19

Convergência Digital
Convergência Digital - 11/01/2021

A digitalização continuará sendo peça-chave para enfrentar qualquer desafio econômico, de saúde, ecológico ou social uma vez que 2021 será o ano da vacina, enquanto 2020, foi o ano da Covid-19, pontua o SAS. De acordo com o relatório IDC FutureScape: Worldwide Digital Transformation 2021 Predictions, apesar da pandemia, os investimentos digitais estão crescendo e continuarão aumentando a uma taxa de crescimento composto de 15,5% até 2023. A natureza disruptiva de 2020 também traz algumas oportunidades – e muitas delas envolvem dados, analytics e transformação digital.

“A tecnologia de computação em nuvem surgiu e forneceu o poder de computação e os recursos de dimensionamento necessários para alavancar analytics e IA em uma escala massiva. O que há alguns anos exigia um longo processo de aquisição, e era muitas vezes inatingível devido aos custos de infraestrutura, hoje podemos fazer em um provedor de nuvem, alugando seus equipamentos e usando os serviços de suporte oferecidos”, afirmou Michal Gawlick, líder de Nuvem e Arquitetura para Europa, Oriente Médio e África do SAS.

Posição corroborada por Mark Lambrecht, diretor de Saúde Global e Ciências da Vida do SAS. Para ele, se 2020 foi o ano da Covid-19, 2021 será o ano da vacina. Qual vacina será aprovada primeiro? Qual será distribuída globalmente? Vamos contar com várias vacinas para melhorar a distribuição e eficácia? O analytics não apenas desempenhará um papel nas aprovações para o processo de desenvolvimento da vacina, mas também será importante para planejar a implementação e rastrear a distribuição, os efeitos colaterais e a eficácia.

Para  Mike Blanchard, líder de Prática Global de Customer Intelligence do SAS, a Transformação Digital agora é uma questão de sobrevivência – os consumidores têm escolha e controle sobre seus hábitos no varejo, em bancos, em serviços de infraestrutura, telecomunicações, energia, seguros e saúde. Existe um aplicativo para tudo e uma avaliação social de uma comunidade com interesses semelhantes. Não por acaso, os consumidores esperam as melhores ofertas, pagamento simples, entrega no mesmo dia e devoluções gratuitas, tudo encapsulado pela facilidade de uso e ótimo atendimento. Espera-se que as empresas acompanhem as gigantes da indústria digital com cadeias de suprimentos mais eficientes, atendimento ao cliente online e 24 horas e agendamento fácil – tudo otimizado por analytics para eficácia e eficiência.

Para Mark Lambrecht, diretor de Saúde Global e Ciências da Vida do SAS, se 2020 foi o ano da Covid-19, 2021 será o ano da vacina. Qual vacina será aprovada primeiro? Qual será distribuída globalmente? Vamos contar com várias vacinas para melhorar a distribuição e eficácia? O analytics não apenas desempenhará um papel nas aprovações para o processo de desenvolvimento da vacina, mas também será importante para planejar a implementação e rastrear a distribuição, os efeitos colaterais e a eficácia.

Quem também ganha impulso é a Inteligência Artificial, reforça João Oliveira, gerente de Soluções Empresariais para Europa, Oriente Médio e África do SAS. Segundo ele, quanto mais visibilidade os tomadores de decisão têm sobre os resultados de IA mais confiança eles têm nas decisões que estão sendo tomadas pelos modelos. Incluir supervisão humana e explicar os modelos em cada etapa de um processo de decisão começará a trazer aceitação no uso de IA e gerará decisões automatizadas.


Destaques
Destaques

Multinuvem do Serpro vai concorrer com a do Ministério da Economia

Estruturada a parceria com AWS, Huawei e Azure, da Microsoft, estatal passa a disputar contratos com órgãos públicos, em briga direta com nuvem licitada e gerida pela Secretaria de Governo Digital.

Por que se tornar uma empresa data-driven?

Data-driven ou orientada a dados. É esse o novo lema das companhias que, cada vez mais, estão armazenando e analisando dados em busca de insights de negócios. Mas o que as empresas devem fazer para abraçarem os dados de forma a promover benefícios estruturais e longevos? A resposta não é simples.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site