INTERNET

Brasil tem 91% dos sistemas autônomos com alocação IPv6

Por Roberta Prescott ... 04/12/2017 ... Convergência Digital

O Brasil tem 91% dos sistemas autônomos com alocação IPv6, bastante acima da média mundial de 55%. Os números foram divulgados durante palestra sobre numeração e alocação de recursos, ministrada por Ricardo Patara, do NIC.br, durante a 7ª Semana da infraestrutura da internet no Brasil, que acontece em São Paulo.

Atualmente, o País está na terceira fase da política elaborada pelo NIC.br para lidar com o esgotamento dos endereços IPv4. Desde 15 de fevereiro, estão valendo as alocações iniciais de no máximo /22. No total, cerca de 4 milhões de endereços IPv4 estão reservados, sendo que desde fevereiro aproximadamente 1 milhão de endereços foram alocados.

As projeções indicam o esgotamento para o fim de 2019. “Buscamos garantir uma quantidade mínima para novos entrantes”, destacou Patara, explicando que a política tem beneficiado provedores e organizações que estão entrando. 

Patara também comentou sobre as novidades da nova política para provedores aprovadas na última assembleia do Lacnic, realizada em maio deste ano. Entrou em vigor em agosto último a nova categoria “nano”, que permite alocação de prefixos menores que /22, podendo ser solicitados /24 ou /23. Desde então, 24 alocações (11 blocos /24 e 13 blocos /23) foram feitas, sendo sete no Brasil.

Além disto, na assembleia do LACNIC, realizada em maio, também foi aprovado o aumento do limite superior da categoria small (de 8 mil endereço para 16 mil) e novas categorias a partir de x-large. Segundo o revelado no evento, quase cem (96) provedores de internet desceram de médium para small. 


Revista Abranet 30 . fev-mar-abr 2020
Veja a Revista Abranet nº 30 A matéria de capa enfatiza a relevância do engajamento ao mostrar que uma internet mais segura depende da ação conjunta de todos os atores do ecossistema. Tratamos também do leilão das frequências do 5G. Veja a revista.
Clique aqui para ver outras edições

MP de Brasília abre inquérito para apurar venda de dados pessoais

Empresa na mira do Ministério Público do Distrito Federal e Territorios (MPDFT) é a Procob S.A. De acordo com a denúncia, essa empresa comercializa relatórios contendo informações como endereço, telefones, e-mails e outros.

TJSP começa com grupo Itaú projeto de citação eletrônica de pessoas jurídicas

Segundo oTribunal, informações técnicas para a participação foram enviadas a diversas instituições, mas por enquanto  somente o grupo financeiro respondeu. 

Facebook anuncia exclusão de mais de 50 milhões de postagens falsas

Trabalho de filtragem de conteúdo é  feito por algoritmos de inteligência artificial que identificam conteúdos abusivos com expressões de discurso de ódio, nudez adulta e atividades sexuais, violência e conteúdo explícito, bullying e assédio.

MPF: Expor em redes sociais quem descumpre isolamento é obrigação

Em nota técnica, Procuradoria dos Direitos do Cidadão defende ato de denunciar ou expor pessoas que promovem festas, reuniões ou outras atividades temporariamente proibidas.

MPF pede ao Google para tirar do ar vídeo de pastor vendendo feijão como cura da Covid-19

Valdemiro Santiago de Oliveira, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, vende por R$ 100 a até R$ 1 mil, sementes de feijão "mágico". 



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G