Home - Convergência Digital

TIM permite o uso do auxílio emergencial para pagamento de faturas e recarga

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 19/05/2020

A TIM passou a aceitar o cartão virtual da Caixa para pagamento de faturas e recarga. Assim, os clientes poderão usar parte do auxílio emergencial oferecido pelo Governo por conta do impacto da pandemia de Covid-19 para se manterem conectados.

A operadora é a primeira a oferecer a possibilidade de uso do cartão de débito virtual da Caixa para os segmentos pós-pago e controle. Os clientes poderão pagar suas faturas de forma simples e rápida, escolhendo a opção "pagar com cartão" na área logada do site http://www.tim.com.br. Já os usuários de planos pré-pagos podem fazer recargas com o auxílio emergencial por meio da plataforma de autoatendimento. Basta discar *244# no celular TIM e inserir os dados necessários.

O cartão de débito virtual foi criado pela Caixa Econômica Federal para facilitar o uso do dinheiro por quem recebeu o benefício do auxílio emergencial do Governo e está disponível para mais de 100 milhões de correntistas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

04/06/2020
Anatel também rejeita pedido da Claro contra acordo Vivo/TIM

03/06/2020
CADE nega recurso da Claro e aprova compartilhamento entre TIM e Telefônica

28/05/2020
TIM se conecta ao POP internacional da Sparkle em Salvador

19/05/2020
TIM permite o uso do auxílio emergencial para pagamento de faturas e recarga

06/05/2020
TIM negocia mais de 20 parcerias para expandir rede de fibra ótica

06/05/2020
TIM e Vivo já acessam dados sobre a Oi Móvel

06/05/2020
Pré-pago na TIM tem uma queda de R$ 50 milhões por conta da Covid-19

05/05/2020
Covid-19: TIM conecta dois Hospitais Municipais de Campanha na capital paulista

30/04/2020
Anatel aprova acordo de rede única entre Vivo e TIM

27/04/2020
TIM fecha pacote especial com a Estácio para aulas online na Internet

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site