Clicky

INTERNET

Google reforça ações contra ‘fake news’ nas eleições, mas só dos EUA

Luís Osvaldo Grossmann ... 03/02/2020 ... Convergência Digital

A Google anunciou nesta segunda, 3/2, reforço em medidas para combater a disseminação de informações falsas em suas plataformas, como Google Ads, Google Play e no YouTube em ano eleitoral. O anúncio, publicado no blog da empresa pela vice-presidente de ‘Confiança e Segurança’ Kristie Canegallo, vale só para as eleições dos Estados Unidos. Para o Brasil, onde igualmente é ano de ir às urnas, mas para eleições municipais, não há nada no horizonte. 

Segundo a postagem da VP, o grupo “desenvolveu políticas que proíbem práticas enganadores e abusivas, como supressão de eleitores e deturpação, em nossos produtos, incluindo Google Ads, YouTube ou Google Play”. Procurada por esta Convergência Digital, a representação da Google no Brasil respondeu que “o anúncio está limitado às eleições americanas. Não temos nada para anunciar em relação às eleições no Brasil por enquanto”. 

De acordo com o anúncio, o YouTube removerá conteúdo que tenha sido tecnicamente manipulado ou engane o usuário sobre o processo de votação ou faça alegações falsas sobre um candidato.

Segundo a agência Reuters, o YouTube também proíbe certos tipos de declarações falsas em anúncios, como informações incorretas sobre procedimentos eleitorais, elegibilidade de candidato político com base na idade ou local de nascimento ou alegações incorretas de que uma figura pública morreu.


Revista Abranet 32 . set-nov 2020
Veja a Revista Abranet nº 31
O ano de 2020 marca os 25 anos da internet comercial no Brasil e confirma que ela é fundamental para a economia e a vida cotidiana. PIX, Wi-Fi 6, LGPD, white spaces, numeração para SCM... Veja a revista completa.
Clique aqui para ver outras edições

TSE desmente notícias e descarta cobrança de multa por justificativa no e-Título

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclarece que não procede a informação de que o órgão estaria cobrando indevidamente multa dos eleitores que fizeram sua justificativa via aplicativo e-Título, no último dia 15 de novembro, data do primeiro turno.

Facebook exclui 140 mil postagens com desinformação sobre eleições

Publicações desestimulavam voto ou continham informações erradas. Rede social também informa que rejeitou 250 mil anúncios que não deixavam claro se tratarem de propaganda política. 

WhatsApp bane mais de mil contas após denúncias recebidas em canal do TSE

Plataforma conjunta com o TSE recebeu 4759 denúncias de 27 de setembro a 15 de novembro.

Indicado de Bolsonaro suspende julgamento no STF sobre presidente bloquear cidadãos em redes sociais

Para o relator, Marco Aurélio Mello, Bolsonaro não pode impedir comentários uma vez que não se restringe a publicar temas de ordem pessoal. Kassio Nunes pediu destaque e adiou indefinidamente o julgamento. 

Tribunal de Contas Europeu admite falhas nas ações antitruste contra gigantes da internet

Relatório indica “capacidade limitada para acompanhar os mercados, detectar proativamente infrações às regras antitruste e verificar a exatidão das informações relativas às concentrações”.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G