Clicky

Home - Convergência Digital

Huawei joga a toalha e vai vender unidade de celulares

Convergência Digital* - 10/11/2020

A Huawei planeja vender a unidade de smartphones de baixo custo Honor em um acordo de 100 bilhões de iuans, cerca de R$ 81 bilhões, com um consórcio liderado pela distribuidora de aparelhos Digital China e pelo governo de Shenzhen, afirmaram fontes com conhecimento do assunto à agência Reuters.

Restrições impostas pelo governo de Donald Trump contra fornecedores da Huawei forçaram a segunda maior fabricante de celulares do mundo a se concentrar em aparelhos mais sofisticados e orientados a uso corporativo, afirmaram as fontes.

O acordo também indica pouca expectativa de qualquer mudança na avaliação dos Estados Unidos sobre a empresa após a eleição que terminou com a vitória do democrata Joe Biden sobre Trump, disse uma das fontes.

O negócio, todo em dinheiro, vai incluir quase todos os ativos da Honor, incluindo marca, recursos de pesquisa e desenvolvimento e gestão de cadeia de fornecedores, disseram as fontes. A Huawei pode anunciar o acordo já no domingo, afirmou uma das fontes.

“Parece ser uma ação drástica uma vez que a Honor é altamente complementar ao portfólio de smartphones da Huawei”, disse Nicole Peng, vice-presidente de mobilidade da empresa de pesquisa de mercado Canalys.

A Huawei criou a Honor em 2013. A venda da divisão é uma tentativa de que a Honor não seja mais sujeita às sanções impostas por Trump contra a fabricante chinesa. Os aparelhos Honor foram responsáveis por 26% das vendas de 51,7 milhões de celulares da Huawei no trimestre de julho a setembro, segundo estimativas da Canalys.

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/04/2021
Romênia se junta à Suécia e Reino Unido e tem projeto para barrar Huawei no 5G

08/04/2021
Huawei quer formar 2000 profissionais técnicos em FTTH até o final do ano

06/04/2021
Huawei: é cedo para dizer quem está dentro ou fora da rede privada do governo

23/03/2021
Questionada por parte do governo, Huawei pode assumir nuvem dos órgãos federais

10/03/2021
Huawei evita confronto e diz que aguarda as demandas e os critérios para rede privada do governo

19/02/2021
Huawei diz que faz metade das redes 5G do mundo

10/02/2021
Huawei processa FCC contra designação de ameaça à segurança

28/01/2021
Sanções dos EUA derrubam Huawei de primeira para sexta fabricante de celulares

28/01/2021
"Chegamos para brigar com AWS, Google e Azure na nuvem pública", diz José Nilo, da Huawei

26/01/2021
Huawei nega planos de vender principais marcas de smartphones

Destaques
Destaques

Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

Programado para acontecer de 28 de junho a 01 de julho, o organizador, GSMA, fechou um acerto com as autoridades espanholas para isentar os participantes das restrições impostas às pessoas de fora da União Europeia.

Highline se propõe a comprar licença 5G e oferecer espectro como serviço para ISPs

A proposta da empresa, explicou Luis Minoru, diretor de estratégia e novos negócios, é o de oferecer toda a infraestrutura na modalidade de serviço. Já há testes em andamento, não revelados, para o funcionamento da modalidade que inclui a operação de telefonia móvel.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Com rede sujeita a apagões, qual impacto do 5G na energia no Brasil?

Por Pedro Al Shara*

Segundo pesquisa da Vertiv, fornecedora de equipamentos e serviços para infraestrutura crítica, um aumento da ordem de 150% a 170% no consumo energético é projetado no setor de Telecom até 2026. Com toda a inovação que o 5G representa, mais dispositivos poderão acessar a internet móvel ao mesmo tempo, utilizando o mesmo sinal.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site