Home - Convergência Digital

EUA usam Covid-19 para prorrogar por mais um ano restrições à Huawei

Convergência Digital* - 14/05/2020

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estendeu por mais um ano uma ordem executiva assinada há um ano declarando emergência nacional e impedindo empresas do país de usarem equipamentos de telecomunicações fabricados por companhias que o governo norte-americano considera que representem risco à segurança nacional.

A ordem invocou uma lei que dá ao presidente autoridade para regular o comércio em resposta a uma emergência nacional que ameace os EUA. Legisladores disseram que o pedido de Trump de 2019 foi direcionado diretamente a empresas chinesas como Huawei e ZTE.

Por outro lado, o Departamento de Comércio dos EUA deve estender uma licença, que expira na sexta-feira, permitindo que empresas dos EUA continuem fazendo negócios com a Huawei, disse uma pessoa informada sobre o assunto.

O departamento emitiu extensões da licença temporária e a prorrogou até 1º de abril. A Huawei, segunda maior fabricante de smartphones do mundo, também é uma grande empresa de equipamentos de telecomunicações que fornece tecnologia de rede 5G.

Em março, o Departamento de Comércio fez consulta pública sobre se deve emitir extensões futuras e perguntou qual o impacto se a licença geral temporária não for estendida. O Departamento de Comércio também perguntou sobre os custos associados ao término das licenças.

A associação de telefonia móvel CTIA pediu ao departamento a aprovação da extensão da licença “de longo prazo”, afirmando que “agora não é o momento de prejudicar a capacidade das operadoras globais de manter a saúde das redes”.

O Departamento de Comércio e a Huawei se recusaram a comentar.

Desde que incluiu a Huawei numa lista negra econômica em maio do ano passado, citando preocupações de segurança nacional, o departamento permitiu a compra de alguns produtos fabricados nos EUA, movimento que visa minimizar interrupções para clientes, muitos dos quais operam redes sem fio na área rural.

Em novembro, a agência de telecomunicações dos EUA (FCC)designou a Huawei e a ZTE como riscos à segurança nacional, impedindo operadoras em áreas rurais nos Estados Unidos de usarem um fundo do governo norte-americano de 8,5 bilhões de dólares para compra de equipamentos.

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/08/2020
EUA apertam o cerco e endurecem medidas de restrições contra a Huawei

13/08/2020
EUA banem empresas que usam produtos da Huawei das compras governamentais

10/08/2020
Huawei dá o troco e Qualcomm alerta para o risco dos EUA perder muito dinheiro

06/08/2020
Huawei usa robôs em centro de distribuição no Brasil com uso do 5G industrial

09/07/2020
No Brasil, TIM nega descarte da Huawei para rede 5G

23/06/2020
Huawei: Brasil sempre teve um mercado aberto e justo no setor de TIC

21/05/2020
Huawei tem novo CEO para conduzir negócios no Brasil

18/05/2020
Huawei sobe o tom e diz que governo dos EUA é arbitrário

15/05/2020
EUA restringem vendas de chips para Huawei

14/05/2020
EUA usam Covid-19 para prorrogar por mais um ano restrições à Huawei

Destaques
Destaques

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Covid-19 não é desculpa e Brasil perde dinheiro e status ao atrasar o 5G

O mundo não vai esperar o Brasil resolver seus problemas e o 5G está acontecendo, advertiu o consultor sênior da Omdia, Ari Lopes. Governo terá de decidir se busca investimentos de longo prazo ou de curto prazo. Omdia prevê um impacto de US$ 1,1 trilhão no Brasil de 2021 a 2025.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site