TELECOM

TIM recorre ao Cade contra Claro/Nextel e quer espectro como remédio antitruste

Luís Osvaldo Grossmann ... 23/10/2019 ... Convergência Digital

A TIM recorreu ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica para que reconsiderar a aprovação sem restrições da compra da Nextel pela Claro. Insiste a operadora que o negócio anunciado por R$ 3,47 bilhões causa desequilíbrio no mercado brasileiro por garantir muito espectro a um grupo em detrimento das demais operadoras. 

“A concentração decorrente da aquisição de espectros de radiofrequência atualmente detidos pela Nextel gera um desequilíbrio competitivo, e confere à Claro posição privilegiada de titularidade de insumo essencial, gerando um cenário de dominância no mercado. Além disso, as supostas alternativas sugeridas pela SG-CADE para reduzir a concentração espectral não só não resolvem o problema, como, ao contrário, podem agravá-lo ainda mais”, reclama a TIM. 

Ao contra-argumentar que o uso de alternativas para as demais teles móveis, como LTE-Advanced e MIMO, densificação de sites, RAN Sharing, refmarming de frequências e os próximos leilões de espectro da Anatel não são capazes de resguardar o equilíbrio competitivo. Por isso, diz ser “essencial que sejam adotadas medidas para limitar, ainda que de forma temporária, a vantagem competitiva que a Claro deterá após a operação”. 

Pede, assim, “remédio que envolva a cessão de capacidade das requerentes a outros players do mercado, por tempo pré-determinado, a preço de mercado”. Sugere “que se destine parte das faixas (portadoras) pertencentes à Nextel, para uso exclusivo de concorrentes que possuam gap acima de 45% de recursos espectrais comparada com a Claro valendo-se de instrumentos de Ofertas Públicas, baseadas a preços de custos, vigentes por um prazo específico estimado até a supressão desta distorção competitiva por meio de licitação ou processo de fusão/aquisição”. No caso, especifica, 5+5 MHz em 2100 MHz e outros 5+5 em 1800 MHz em São Paulo, por três anos. 


Internet Móvel 3G 4G
Com apps ecológicos, equipes do Brasil vencem concurso da NASA

Equipes premiadas elaboraram projetos para contribuir com a limpeza dos oceanos e outro desenvolveu um sistema para identificar vazamento de óleo nos mares. Mais de 20 mil pessoas participaram do hackathon promovido pela agência norte-americana.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Sem definição no Senado, Carlos Baigorri assume como substituto na Anatel

Nome do superintendente de Outorgas e Recursos à Prestação da agência continua à espera de sabatina, desde outubro de 2019, pela Comissão de Infraestrutura.

Oi, Oi Futuro e Ministério da Cidadania integram Tecnologia à história das Telecomunicações

Espaço MUSEHUM-Museu das Comunicações e Humanidades - utiliza novas tecnologias como realidade vritual, 3D, celular e games para reportar a trajetória do mercado brasileiro.

MPF usa analytics para fiscalizar telefonia móvel

Câmara do Consumidor e da Ordem Econômica do Ministério Público Federal usa ferramenta que compila dados da Anatel para orientar promotores em cidades com “índices críticos”. 

Rede de IoT da American Tower atinge 220 cidades

Segundo a empresa, rede IoT/LoRaWAN trafegou mais de 1,7 bilhão de mensagens no ano passado, especialmente, nos segmentos de gestão de frota e ativos.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G