NEGÓCIOS

Hi Platform comprou a SamChat e movimenta mercado de chatbots no Brasil

Da redação ... 27/05/2019 ... Convergência Digital

A Hi Platform, empresa do mercado de plataforma de relacionamento com o consumidor, anunciou a compra da SamChat, empresa desenvolvedora de chat online para o atendimento ao cliente. Os valores da transação não foram revelados. A aquisição faz parte da estratégia de comandar o mercado digital de atendimento nos próximos anos.

Com a aquisição, a expectativa é aumentar o faturamento em R$ 1 milhão nos próximos dois anos – dos atuais R$ 30 milhões, considerando apenas o segmento de lojas online. Além disso, a companhia planeja ter um salto de mais de 40% na carteira de clientes do setor, e deve incorporar em seu portfólio empresas como Brascol, Marabraz, Mabel, Seculus, Mondaine, entre outras. Segundo o CEO da Hi Platform, Marcelo Pugliesi, na migração das lojas online serão aprimorados não só o atendimento para as vendas no setor, mas também a maneira como os e-commerces respondem às demandas de consumidores.

“Estamos ampliando nossa presença no e-commerce nacional, com uma plataforma completa para que a jornada do cliente seja integrada de ponta a ponta em todos os canais de atendimento. A transformação digital já está acontecendo no setor, e as grandes lojas virtuais já estão se reformulando para atender às novas necessidades de comportamento do consumidor brasileiro”, declara o executivo, que registra uma redução média de 50% de atendimentos por telefone e e-mail, com a incorporação dos assistentes virtuais, em empresas do mesmo segmento.

A Hi Platform possui atualmente 900 clientes, para os quais desenvolve canais de atendimento como chatbot, chat online, gerenciadores de e-mail e pendências, plataforma de social media. Para 2019, a expectativa da empresa é um faturamento de R$ 47 milhões, um aumento de 35% com relação ao último ano.


Tecnologia da informação evita tombo maior do setor de serviços

Segundo o IBGE, apesar do desempenho ruim das telecomunicações, os serviços de TI exercem a principal contribuição positiva dos serviços no acumulado até agosto de 2019. 

Rio de Janeiro precisa deixar de exportar CPF e CNPJ

"O Rio é protagonista de geração de inteligência e, hoje, temos de nos desafiar para reter nossos talentos", afirma o coordenador do Rio Info 2019, Alberto Blois. A diversidade foi a 'cara' do evento em 2019.

Fusões e aquisições em TI remodelam o mercado interno

Pesquisa da KPMG mostra que, no primeiro semestre, aconteceram 61 operações de compra em TI no Brasil, sendo 39 domésticas, 18 aquisições por grupos estrangeiros e 4 empresas brasileiras comprando companhias estrangeiras.

BR Distribuidora: A TI não pode se esconder atrás dos processos para se defender

"A TI precisa entender que do jeito que era não funciona mais. Ela precisa se enxergar como parte integrante do negócio", diz o CIO da BR Distribuidora, Aspen Andersen.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G