INTERNET

Minicom: Regime público não é solução mágica para banda larga

Luís Osvaldo Grossmann e Luiz Queiroz ... 10/05/2012 ... Convergência Digital

Ainda que advogados do consumidor tenham relativizado a defesa do regime público – leia-se, concessão – para a oferta de acesso à Internet, o Ministério das Comunicações e a Anatel continuam duvidando de que a modificação no modelo seja uma saída viável para melhorar a banda larga no país.

“Temos que levar em conta que o regime público tem implicações como o equilíbrio financeiro dos contratos, com impactos nas tarifas”, lembrou o conselheiro da Anatel, Rodrigo Zerbone, durante debate sobre a qualidade da banda larga promovido pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor.

Para a diretora do departamento de serviços de universalização de telecomunicações do Minicom, Miriam Wimmer, impactos como esses exigem cautela – e explicam o que admitiu como um certo impasse na questão. “O regime público não é uma solução mágica”, sustentou.

Segundo Wimmer, “os números de crescimento da banda larga são espantosos. Estamos nos aproximando dos patamares dos países mais desenvolvidos”. Ainda que números do setor apontem para uma alta de 73% nos acessos em relação ao primeiro trimestre de 2011, a comparação é um notável exagero.

Primeiro, porque as velocidades médias nos países desenvolvidos são muito superiores às verificadas no Brasil (dos 5 Mbps nos EUA, aos 66 Mbps no Japão). Além disso, os preços são ainda mais discrepantes. Enquanto o Mbps mais barato do país seja R$ 35 (cerca de US$ 19), é de US$ 5 no Canadá, US$ 1,64 na França, US$ 3 nos EUA, US$ 0,45 na Coreia e US$ 0,27 no Japão.

Com base no pressuposto da Lei Geral de Telecomunicações de que um serviço essencial não pode ser oferecido exclusivamente no regime privado, o Idec – assim como órgãos de defesa do consumidor em geral – defende a adoção do regime público, ou mesmo misto.

A principal lógica dessa bandeira é que dessa forma o Estado poderia determinar metas de cobertura para a oferta de acesso à Internet, em especial diante dos movimentos, que não se restringem ao Brasil, de considerar a rede mundial como um direito essencial dos cidadãos.

A CDTV, do Convergência Digital, mostra a posição defendida pela diretora do departamento de serviços de universalização de telecomunicações do Minicom, Miriam Wimmer. Assista.


Airbnb é condenada por informação errada fornecida pela plataforma no Brasil

Aplicativos de hospedagem têm responsabilidade caso o anfitrião forneça informação diversa da apresentada ao usuário do serviço. Assim entendeu a juíza Marília de Ávila e Silva Sampaio, do 6º Juizado Especial Cível de Brasília.

Google, Facebook, Twitter e WhatsApp aderem a programa anti fake news do TSE

"Nas Eleições Municipais de 2020 pretendemos aperfeiçoar as ações voltadas a desmentir notícias falsas”, afirmou a presidente do Tribunal, Rosa Weber.

Dia das Crianças rende R$ 3 bilhões em vendas online

Segundo levantamento da Social Miner, resultado foi 23,9% melhor que o do ano passado. 

STJ: Internet deve ser veículo de divulgação de sentenças em ações coletivas

Terceira turma rejeitou decisão do RS que determinava publicações em jornais impressos. 

Autoridade de Dados é multissetorial, afirma Danilo Doneda

O professor, especialista em privacidade e proteção de dados e advogado foi indicado como representante da Câmara dos Deputados no Conselho Nacional de Proteção de Dados Pessoais e Privacidade, órgão consultivo da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), previsto na Lei 13.853/2019.

Revista Abranet 28 . ago/set/out 2019
Veja a Revista Abranet nº 28 O 802.11ax - ou Wi-Fi 6 - promete melhor desempenho por dispositivo, cobertura estendida, maior duração de bateria no devices conectados por ele e protocolos de segurança. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G