SEGURANÇA

Falta estrutura para combate ao cibercrime no Brasil

Luiz Queiroz ... 11/09/2012 ... Convergência Digital

Ao participar da sétima edição do seminário segurança da Informação (Seginfo), realizada no Rio de Janeiro, de 30/08 a 01/09, o delegado da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Emerson Wendt, criticou duramente a atual estrutura criada no país para combate aos crimes cibernéticos.

Segundo ele, faltam, entre outros problemas, delegacias especializadas,compartilhamento de informações e recursos humanos e financeiros. A situação, pondera ainda o delegado, só tende a se agravar, uma vez que novos usuários estão acessando a Internet.

Wendt também criticou a falta de interação entre os organismos públicos e as empresas especializadas em antivírus, as quais, segundo o delegado, poderiam fornecer relatórios sobre novas atividades dos cibercriminosos. Assim, elas poderiam contribuir para uma maior compreensão sobre o modo de agir dessas quadrilhas especializadas em crimes na Internet.

Da mesma forma, entende que as delegacias estaduais deveriam estar agindo conjuntamente, de forma a compartilhar informações sempre que uma nova quadrilha iniciasse operação num determinado Estado. De posse desses dados, os demais organismos estaduais poderiam se preparar para lançar ações preventivas de combate ao crime.

Essa ação conjunta, salientou ainda Wendt, também ampliaria a capacidade de atuação dos organismos de segurança contra os criminosos, uma vez que o cibercrime não tem fronteira.

O delegado, que trabalha num dos estados mais preocupados com a questão, lamentou ainda a falta de investimentos de outras unidades da federação no combate aao cibercrime. E o problema passa não apenas na ausência de delegacias especializadas, mas principalmente na falta de pessoal qualificado para realizar investigações. O desconhecimento técnico, adverte Wendt, prejudica o trabalho de apuração e pode chegar mesmo a destruição das provas.

CDTV do portal Convergência Digital participou do 7º Seginfo e a partir de hoje começa a publicar uma série de reportagens sobre o tema. Assistam a apresentação do delegado Emerson Wendt, da Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Em maio, Brasil teve mais de 140 milhões de ameaças disseminadas por e-mail

País fica no top 3 do ranking mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos e a China, revela estudo feito pela Trend Micro.

Ransomware Sodin ataca vulnerabilidade desconhecida do Windows

Ransomware adota uma técnica chamada de 'Heaven's Gate', que permite um programa mal-intencionado executar código de 64 bits de um processo em execução de 32 bits, o que não é uma prática comum e mais incomum em ransomware, alerta a Kaspersky.

Governo do Rio contrata reconhecimento facial da Oi para o Maracanã

Solução -que permite localizar pessoas e veículos suspeitos e identificar padrões de comportamento e situações de riscos- será usada na partida final da Copa América 2019. Os dados coletados são de domínio do Governo do Rio de Janeiro. Os valores do acerto não foram revelados.

Quase 1000 brasileiros caem por hora em golpe do dinheiro fácil no WhatsApp

Ataque, que circula há sete dias, já atingiu 180 mil pessoas. Elas caem no golpe que promete liberar 13° salário para beneficiários do Bolsa Família.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G