Home - Convergência Digital

Em TI, diferença de salários entre homem x mulher chega a 77%

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 08/03/2013

A Michael Page, empresa especializada em recrutamento especializado em média e alta gerência, preparou um comparativo de contratações entre homens e mulheres em 2012. Nos cargos de gestão, com salários acima de R$ 8 mil, 72% dos candidatos contratados são homens. Em nenhuma das áreas estudadas as mulheres receberam uma faixa salarial acima da aplicada aos homens, para os mesmos cargos e divisões.

Avaliando todas as posições em geral, as mulheres estão desvantagem. Em cargos de gestão, os maiores destaques se dão para as áreas de seguros e varejo, em que os homens recebem, respectivamente, 65% e 34% a mais do que as mulheres.

Vendas, engenharia, construção, saúde, advocacia, petróleo e gás e TI também demonstram discrepância salarial entre eles e elas, e nestas áreas os salários femininos, em média, não atingem 80% dos salários aplicados aos homens de mesmo cargo.

Por outro lado, a área que melhor remunera as mulheres é a de recursos humanos. Nesta, os homens recebem, em média, apenas 6% a mais do que as mulheres. Esta área, no entanto, é a mais feminina dos setores analisadas, com 67% de participação feminina nas contratações. Os setores de engenharia e finanças foram os que mais cresceram em contratação no ano passado e, juntos, representaram 41% das contratações totais em todos os escritórios da empresa.

A pesquisa foi feita com dados de 2012 dos 11 escritórios no Brasil da Michael Page, que abrangem os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e regiões Norte e Nordeste.





Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/11/2019
Dispara procura por analista de dados e assistente virtual no terceiro trimestre

14/11/2019
Startup brasileira de TI abre 45 vagas

11/11/2019
No Brasil, Justiça impede demissão por namoro entre funcionários

07/11/2019
QuintoAndar quer contratar analistas de dados

04/11/2019
Fornecedora de serviços digitais abre 80 vagas de emprego em todo o Brasil

17/10/2019
Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

30/09/2019
TICs vão ter de qualificar pelo menos 300 mil profissionais no nível técnico até 2023

25/09/2019
TI e programação são as áreas que mais contratam freelancers

13/09/2019
Plataforma de recrutamento usa IA para recrutar talentos

06/09/2019
Prepare-se! O mercado de trabalho vai mudar muito mais

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Negócios na nuvem vão gerar 491 mil empregos diretos no Brasil até 2024

A batizada, 'economia Salesforce', formada pelo ecossistema de parceiros e clientes da companhia, vai gerar nos próximos seis anos, 780 mil empregos indiretos e uma receita de R$ 247 bilhões em novos negócios. Transformação digital será responsável por 50% dos gastos com software e computação em nuvem.

Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

Essa é a constatação do Guia Salarial 2020, produzido pela consultoria Robert Half, com atenção às pequenas, médias e grandes empresas. Cientista de Dados pode ter salário inicial em torno de R$ 13 mil nas pequenas empresas e de R$ 26 mil nas grandes corporações.

Informação sigilosa pelo WhatsApp caracteriza justa causa para demissão

Mesmo com estabilidade provisória como cipeiros, Tribunal Superior do Trabalho deu validade à dispensa de três empregados que divulgaram nomes de futuros demitidos pelo app de mensagens. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site