INTERNET

Na volta ao trabalho, Câmara rediscute Marco Civil da Internet

Luís Osvaldo Grossmann* ... 05/08/2013 ... Convergência Digital

Relator, governo e Anatel discutem na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira, 7/8, o projeto de lei sobre o Marco Civil da Internet. O debate, promovido pela Comissão de Ciência e Tecnologia, foi justificado como uma tentativa de superar dificuldades de compreensão sobre pontos técnicos da proposta. 

A disposição política, porém, pode ser ainda mais relevante. Ao retomar a discussão sobre o projeto 2126/2011, a comissão pode recolocar o Marco Civil na pauta – em particular se for confirmada a intenção manifesta pelo Ministério das Comunicações de colocar o projeto em regime de urgência constitucional. 

No campo “técnico”, o relator da proposta, deputado Alessandro Molon (PT-RJ) avalia incluir no texto um artigo para ressaltar que continuam permitidos modelos de negócios baseados na venda de acesso por contratos que prevejam limites de download. 

A sugestão, encaminhada ao relator pelo governo, já gerou uma confusão específica – a ideia de que o Marco Civil passaria a permitir reduções na velocidade das conexões. Esse tipo de contrato já existe e está previsto em resolução da Anatel. O projeto de lei não fazia menção a isso. 

Espera-se a discussão sobre ainda uma segunda sugestão do governo ao projeto: a inclusão de um artigo que determine o armazenamento no Brasil de dados relativos a brasileiros – proposta surgida na esteira das denúncias de espionagem dos EUA e na colaboração para tal por empresas de Internet. 

PNBL

Nesta semana os deputados devem discutir, também, o andamento do Plano Nacional de Banda Larga em reunião da mesma comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara com fabricantes nacionais e internacionais de equipamentos de rede, prevista para esta terça-feira, 6/8. 

A subcomissão criada na CCT para acompanhar o PNBL convidou representantes das brasileiras Teracom e Padtec, bem como das estrangeiras Ericsson e Nokia Siemens. 

* Com informações da Câmara

Senacon investiga coleta de dados de geolocalização pelo Google

A Secretaria do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça notificou o escritório brasileiro sobre uma possível violação à privacidade e à proteção de dados pessoais com a captura indevida de informações de usuários.

STJ pressiona por PJe e vai recusar processos eletrônicos a partir de outubro

A partir de 1º de outubro, o Superior Tribunal de Justinça não vai mais receber processos dos Tribunais de Justiça e dos Tribunais Regionais Federais em desacordo com os padrões estabelecidos pelo Conselho Nacional de Justiça. 

Justiça condena site a pagar R$ 100 mil por uso indevido de imagem para 'memes'

A publicação de fotos sem autorização de uso de imagem, somada à venda de produtos contendo a imagem ou caricatura da pessoa, configura dano moral. Assim entendeu o juiz Thiago Inácio de Oliveira, da 2ª Vara de Cristalina (GO). A imagem foi usada em 'memes' em página de humor na Web.

Governo do Espírito Santo vai comprar 340 quilômetros de fibra óptica

Licitação está sendo conduzida pelo Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest). Projeto vai interligar 100 unidde de órgãos públicos estaduais. Hoje a infraestrutura óptica do governo já interliga cerca de 450 órgãos estaduais em quatro cidades.

Governo Trump ameaça a França por imposto cobrado às gigantes da Internet

O Senado francês aprovou uma taxa de 3% que será aplicada sobre a receita de serviços digitais vendidos na França por empresas que tenham mais de 25 milhões de euros em receita no país e 750 milhões de euros no mundo. O departamento de Comércio dos EUA questiona a legalidade do tributo.

Revista Abranet 28 . ago/set/out 2019
Veja a Revista Abranet nº 28 O 802.11ax - ou Wi-Fi 6 - promete melhor desempenho por dispositivo, cobertura estendida, maior duração de bateria no devices conectados por ele e protocolos de segurança. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G