TELECOM

Teles terão que caprichar na publicidade do telefone popular

Luís Osvaldo Grossmann ... 30/08/2013 ... Convergência Digital

Diante da baixa adesão ao ‘telefone popular’ – o serviço de telefonia fixa com preços mais baixos voltado aos brasileiros inscritos no cadastro único dos programas sociais – a Anatel avisou às operadoras que espera campanhas publicitárias tão boas quanto para os demais produtos oferecidos aos usuários.

“O que estamos propondo nesse momento é uma campanha de mídia, de rádio e TV, mas nos moldes que as operadoras fazem as propagandas delas. Ou seja, propaganda no horário nobre, com artistas de apelo popular, nos moldes como fazem quando querem vender. E isso vamos cobrar”, diz o superintendente de Planejamento e Regulamentação da agência, José Alexandre Bicalho.

O tema foi tratado na reunião desta sexta-feira, 30/8, do Conselho Consultivo da Anatel uma vez que os conselheiros questionaram sobre o aparente insucesso do chamado AICE – Acesso Individual Classe Especial, que é o nome de batismo do telefone fixo para pessoas de baixa renda. 

A principal característica desse ‘telefone popular’ é ter uma assinatura básica de R$ 13,31. Reformulado pela Anatel – a primeira versão foi malsucedida –começou a ser oferecido em junho de 2012 às famílias inscritas no cadastro único com renda mensal de até um salário mínimo. Em junho último, ampliou-se para aquelas com renda de até dois salários e, este mês, para três salários.

Até aqui, no entanto, o serviço reúne menos de 100 mil assinantes – número que inclui parte dos 176 mil usuários da primeira versão do AICE, mais cara, que optaram por migrar. A julgar pelas projeções da Anatel, os clientes novos não chegam a 60 mil – em um universo de 22 milhões de famílias.

Segundo Bicalho, o fraco resultado seria resultado de uma de duas opções: “ou o AICE não vende porque não está sendo divulgado, ou não vende porque é um produto ruim”. Daí, defendeu, que o primeiro passo é melhorar a propaganda. “Se a gente não fizer a campanha, a Anatel vai ter que assumir que o produto é ruim e o caminho da agência será melhorá-lo, torná-lo mais atrativo. 

Esse “atrativo”, nessa visão, seria menos desejado pelas operadoras, pois poderia incluir características que existem em outros serviços, como a gratuidade de chamadas feitas intrarrede – ou seja, para números da mesma prestadora – ou mesmo a isenção da taxa de instalação, sugeriu o superintendente.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Abranet: Revisão do marco de telecom tem que abrir espaço para voz no SCM

Entidade diz que a revisão do marco legal de telecom exige uma avaliação do mercado de telefonia no Brasil, com ajustes regulatórios capazes de abrir o segmento aos prestadores de SCM, com recursos de numeração e sistemas de áreas de tarifação nos moldes da telefonia celular.

O B2B será a 'aplicação matadora' do começo do 5G

Operadoras assumem os testes e o desenvolvimento de aplicações direcionadas ao mercado coroporativo, mesmo com a visão da ampliação de velocidade da banda larga associada à nova tecnologia móvel. Fibra ótica ganha lugar estratégico na disputa por um lugar no segmento.

Anatel vai licitar posições de satélite, mas muda termos para atender Claro e Hispamar

Proposta de leilão de 15 posições orbitais entrará em consulta pública por 20 dias. Mas como aumentou o prazo das atuais licenças dessas empresas, foi preciso alterar o edital. 

Orquestração de rede 5G é prioridade da Ciena

Fabricante descarta uma produção local no curto prazo, mas se surgirem oportunidades, a avaliação será feita, conta o gerente geral da Ciena no Brasil, Fernando Capella.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G