GOVERNO

Anatel exige migração para IPv6 em 2015

Luís Osvaldo Grossmann e Pedro Costa ... 20/10/2014 ... Convergência Digital

Com o claro intuito de acelerar a migração para o IPv6 nas redes brasileiras, a Anatel começou a definir um calendário para a homologação de equipamentos que contemplem o novo protocolo de endereçamento na Internet. A primeira fase começa já em janeiro do próximo ano, para o Serviço de Acesso Condicionado. Na sequência, o Serviço Móvel Pessoal. Nas redes fixas suportadas pelo STFC, o calendário ainda está em discussão.

“A Anatel, usando a prerrogativa de regular a entrada de equipamentos de rede e vendo que tem uma necessidade enorme de incentivar o IPv6, dado o exaurimento do IPv4, só vai aceitar certificar equipamentos aptos a trabalhar com o IPv6”, explica o superintendente de Outorgas e Recursos à Prestação, Marconi Maya, durante a sua participação no Futurecom 2014, realizado de 13 a 16 de outubro, em São Paulo.

Embora o Comitê Gestor da Internet tenha capacitado mais de 3 mil técnicos no país desde 2009 – garantindo o conhecimento necessário aos administradores de sistemas autônomos, como as operadoras de telecom – até aqui foi pequeno o avanço real na preparação da infraestrutura.

Como os apelos não tiveram o efeito desejado, costurou-se a intervenção da Anatel que, após uma consulta pública publicou, em setembro, um ato que inclui nos requisitos técnicos para certificação de equipamentos “suporte ao protocolo IPv6 nos produtos para telecomunicações com interface DOCSIS e função de roteamento e para produtos com interfaces para as redes móveis”.

“Primeiro, a rede de cabo, com DOCSIS, que tem mais facilidade de entrar, vai passar a certificar equipamentos em janeiro. Para a rede móvel, a gente vai certificar os terminais também a partir de junho”, diz Maya. “Nas redes maiores, que tem as maiores dificuldades, até por estar em estágios diferentes, estamos conversando para fazer uma programação e em breve vamos definir.”

Assistam a entrevista do superintendente da Anatel à CDTV, do portal Convergência Digital.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Telebras aumenta capital em R$ 1,59 bilhão e cobra calote da FIFA

Acionistas aprovaram a medida - uma reação à privatização pretendida pelo Governo Bolsonaro - e o capital da estatal passará a ser de R$ 3,1 bilhões. Estatal também foi à Justiça para cobrar R$ 9,2 milhões da FIFA por serviços prestados na Copa do Mundo de 2014.

Com novo marco das teles, governo prepara leis para Fust, antenas e datacenters

MCTIC resgata agendas antigas e aponta para regra nacional que dispense antenas de 5G do licenciamento municipal, enquadrando-as como mini-ERBs. 

Autoridade de Dados vai ser a fiscal do compartilhamento de dados do Governo

As regras para o compartilhamento de dados foram estabelecidas no decreto 10.046, mas tudo terá o crivo da ANPD, diz Ciro Avelino, do Governo Digital.

Comitê de dados vai expedir orientações em 90 dias

“Dados interoperáveis, estruturados e automatizados convergem com a LAI e a LGPD. A ideia é que os órgãos conversem para não fazer do cidadão um agente cartorário”, diz o secretário adjunto de governo digital, Ciro Avelino.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G