Home - Convergência Digital

Brasil fica para trás no consumo de apps na América Latina

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 09/04/2015

O México é o país no qual o número de aplicativos utilizados em smartphones e tablets é o maior na América Latina, sendo respectivamente de 20 e 22. Seguem a Colômbia (19 e 21), Chile (19 e 20), Argentina (18 e 21) e Peru (18 e 20). O Brasil fica, em média, com 16 aplicativos em seus smartphones e tablets, revela pesquisa da ComScore, feita em parceria com a IMS Internet Media Services, divulgada nesta quinta-feira, 09/04.

Para realizar o levantamento foram entrevistados 1.609 brasileiros de um total de 4044 usuários de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. O estudo mostra as diferenças comportamentais dos usuários entre os diversos dispositivos móveis em cada país, revelando ainda outros dados nos quais o Brasil se destaca, ficando em alguns desses casos, acima da média:

O percentual de brasileiros que já têm um laptop ou um desktop e que utiliza smartphones e tablets é de 56% - acima da média latino-americana que é de  54% - e é  superado apenas pelo México, que chega a 64%. Os usuários brasileiros que, além de laptops e desktops,utilizam apenas smartphones no país formam uma parcela de 37%, exatamente igual à média na América Latina enquanto apenas (2%) são usuários únicos de tablets ou somente desktops (5%).   

O sistema operacional Android é usado por 82% dos brasileiros em smartphones e por 71% em tablets. Essas percentagens são respectivamente de 78% e 68% na América Latina. A média de uso do Android em smartphones no país, ainda, é a maior do que a encontrada em todos os outros países contemplados pela pesquisa. Em tablets, porém, é superada pela Argentina (74%) e Peru (72%). Na forma de acesso à Internet, também são encontradas diferenças entre o Brasil e os outros cinco países.

Em smartphones, 81% recorrem ao WiFi - percentual que é de 80% para o total dos entrevistados -, 19% acessam com o 4G, abaixo da média para os latino-americanos que é de 23%. O país com maior acesso 4G em smartphones é a Colômbia (41%) e o menor, a Argentina (9%). Nos tablets, 36% dos brasileiros usam os 3G, ficando acima da percentagem da média latino-americana (29%) e das encontradas nos outros cinco países. No uso de tablets 4G, a percentagem do país fica em 12%, sendo igual no México, superada pela Colômbia e Peru (18%) e acima do Chile (8%) e da Argentina (7%).  

No Brasil, tanto quanto na América Latina, 9 entre 10 brasileiros on line possuem um dispositivo móvel. A pesquisa revela que o hábito de comprar online na América Latina mudou de um ano para cá: hoje compra-se mais  através de  smartphones (50%) do que em  tablets (41%). No ano passado, além dos consumidores comprarem menos via  dispositivos móveis o percentual de uso era igual tanto para smartphones quanto tablets.  Para fazer o download, basta acessar o link - http://insights.imscorporate.com/pt/

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/04/2019
Uber diz ter 91 milhões de usuários no mundo

04/04/2019
Empresas recorrem ao STF contra "uber dos ônibus"

07/02/2019
Anatel terá app para comparação de preços, mas ele só fica pronto em 2020

30/01/2019
Bradesco viabiliza aluguel de carro pelo aplicativo

24/01/2019
Easy Taxi e Cabify unem operações para brigar com Uber e 99

23/01/2019
Telegram ignora Fake News e aumenta número máximo de pessoas em grupo

22/01/2019
Depois dos táxis, Uber enfrenta,agora, a ira das empresas de ônibus

18/01/2019
Brasileiro usa cerca de 30 aplicativos nos smartphones

16/01/2019
Nova licitação do TaxiGov abre portas para apps e locadoras de veículos

20/12/2018
Aplicativo e drone auxiliam no combate ao desmatamento no Amapá

Destaques
Destaques

Ecossistema de IoT movimentará R$ 38 bilhões

Projeção do mercado é que o segmento vai crescer acima de 20% ano contra ano até 2022. Dispositivos, em especial os smartphones, impulsionam o crescimento dos investimentos em TI ao longo de 2019.

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Smartphones colocam Inteligência Artificial na palma da mão

Por Samir Vani*

Tecnologias como reconhecimento facial, identificação de objetos e realidade aumentada já estão disponíveis na palma das nossas mãos, mas boa parte das pessoas não sabe ainda.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site