INOVAÇÃO

Big data é o alicerce para reunir dados dos objetos conectados

Ana Paula Lobo ... 09/04/2015 ... Convergência Digital

A indústria móvel nacional está com a sua atenção direcionada para as oportunidades em Internet das Coisas, com M2M e Big Data em destaque, revela pesquisa feita pelo Grupo de Usuários de Gestão de Serviços de Terceiros, GUGST, realizada pela empresa Quanti. O pagamento móvel também ganha força entre as operadoras, mas há gaps para serem tratados com urgência, entre eles, a própria performance das redes de telecom.

"As empresas detectaram uma grande oportunidade com os objetos conectados, mas há uma busca por cases de sucesso. O mercado quer entender com os negócios de sucesso e de insucesso. Mas uma coisa é certa: o big data será o alicerce de toda essa plataforma de objetos conectados", salienta Humberto Perissé, diretor da Quanti.

A pesquisa, feita em fevereiro com 82 representantes de empresas do setor no Brasil, procurou medir o interesse dos executivos por diversos temas. Os participantes deveriam responder a um questionário, atribuindo notas a assuntos específicos. IoT obteve 82 pontos na escala de interesses. Os pagamentos móveis vieram em segundo, com 79 pontos, seguidos de M2M (77), Big Data (76), M-Marketing (74) e M-TV (62).

Hoje no Brasil, a Internet das Coisas atrai mais aos fornecedores - que discutem uma padronização efetiva para o modelo - do que às operadoras, mas há uma grande busca de informações para saber se IoT dará, de fato, suporte ao negócio. "Aqui vemos a praticidade do movimento. IoT é necessário, mas as operadoras ainda estão vendo os negócios mais estruturados como o M2M, que ainda tem muito por crescer no Brasil", salienta Ricardo Arguelhes, consultor e coordenador do GUGST.

Não à toa, o levantamento constata que as operadoras estão interessadas em aprender com os exemplos relacionados à casa conectada, à escola conectada, às cidades inteligentes e soluções conectadas para áreas relevantes como a Telemedicina", acrescenta Perissé, da Quanti. Na 15ª Rio Wireless, evento que acontecerá nos dias 06 e 07 de maio, no Rio de Janeiro, os temas casa conectada, cidades inteligentes e Internet das Coisas estão em debate. Para ter acesso à programação, clique aqui.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Fintechs incubadas pelo BC já encontram negócios no sistema financeiro

Projetos selecionados pelo Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas já estão em uso em instituições como Bradesco e há negociações com outras instituições.

FICO leva IA e machine learning para além da indústria financeira

Verticais como varejo, manufatura e telecomunicações já são usuárias da solução,revela o vice-presidente e diretor-geral da FICO para América Latina e Caribe, Alexandre Graff.

Seguradora HDI trabalha legado para pavimentar transformação digital

Seguradora instituiu um plano de jornada, com quatro anos de duração, para se adaptar à uma nova era digital, afirma a CIO da HDI, Denise Ciavatta.

Brasil fica longe da Inovação e acumula mais de 225 mil pedidos de patentes

Estudo produzido pela Associação Brasileira de Propriedade Intelectual (ABPI) adverte que o País só despenca no ranking global de inovação e, neste momento, ocupa a última posição. Governo e empresas privadas investem pouco e não assumem os riscos inerentes à Inovação.

Ministério da Economia quer privatizar o financiamento à inovação

Além das empresas estatais de TICs como Serpro, Dataprev, Telebras e Ceitec, lista da secretaria de desestatizações , comandada por Salim Mattar, inclui a Finep, agência de fomento do MCTIC, e o próprio BNDES.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G