TELECOM

OTTs impõem guinada estratégica à TV paga na América Latina

Ana Paula Lobo* ... 14/04/2015 ... Convergência Digital

O mercado OTT definitivamente está mexendo com o segmento de conteúdo de TV paga e IPTV. De acordo com estudo "Over-the-top Video Services Market in Latin America", da consultoria Frost&Sullivan, deverá seguir uma trajetória de crescimento relevante até 2018, devido à crescente demanda pelo acesso à entretenimento a qualquer hora, lugar e em qualquer dispositivo. A disponibilidade de conectividade em diferentes dispositivos (smartphones, tablets, videogames, PCs e caixas multimídia) e a mudança de comportamento de consumidores, que querem experiências personalizadas sob demanda, destaca o levantamnto, estimulam o desenvolvimento do mercado.

A pesquisa apura que o mercado de serviços de vídeo OTT na América Latina obteve receita de US$ 96 milhões em 2013 e a projeção para 2018 é que chegue a US$ 783 milhões.O número de assinantes na região atingirá 12,7 milhões em 2018, partindo de 3,2 milhões em 2013. O estudo abrange dados de Pay TV e uma pesquisa com usuários finais em toda a região.

"A disponibilidade de conteúdo ilimitado de filmes e seriados, incluindo produções exclusivas, por um preço inferior ao de serviços de TV paga está atraindo consumidores rapidamente para esta nova  modalidade", pontuou Maiara Munhoz, analista do mercado de Serviços de Telecomunicações da Frost & Sullivan. "Além disso, alguns provedores já começam a integrar programação ao vivo e canais de TV paga online em suas caixas ou aplicativos OTT, como no caso da TIM Fiber no Brasil ou da UNE na Colombia", complementa.

Atualmente, segundo a Frost &Sullivan, os maiores players presentes na região são Netflix e Clarovideo. Porém, a consultoria prevê que novos participantes vão surgir e pulverizar a oferta na América Latina."Em uma tentativa de combater o impacto dos serviços de OTT, empresas de TV por assinatura estão incluindo serviços de valor agregado como video on demand (VoD) em seu portfólio como forma de se diferenciar na qualidade do serviço e para controlar a infraestrutura end-to-end", observou Munhoz.

"Integração de serviços similares ao Netflix dentro da plataforma VoD e pacotes multiple-play também fazem parte da estratégia de minimização do impacto das OTTs sobre a receita de TV por assinatura", adiciona o analista. Segundo ainda a Frost &Sullivan, o impacto sobre a receita de TV Paga vem de duas fontes principais: downgrades em seus planos atuais (como cancelar pacotes de canais de filmes), ou cancelar por completo a assinatura de TV Paga. Porém, apesar do crescimento na adoção de serviços OTT, o impacto nas receitas totais do mercado de pay TV em 2018 deve ser pequeno (menos de 1%).

*Com informações da Frost&Sullivan


Internet Móvel 3G 4G
Leilão 5G na Alemanha já supera 6 bilhões de euros

Licitação, que está na 10ª semana, superou todas as expectativas de arrecadação, mas provoca dúvidas sobre a capacidade financeira dos vencedores para investir na construção das redes.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Telefônica: gap digital é enorme no Brasil

Ao participar do Painel Telebrasil 2019, o presidente da Telefônica/Vivo, Christian Gebara, disse que  a empresa manterá os investimentos no Brasil, mas advertiu que é urgente criar um ambiente mais favorável aos investimentos. Gebara lembrou que 87% dos municípios brasileiros não contam com conexões acima de 34Mbps disponíveis.

Presidente do Senado quer votar marco de telecom até junho

"Estamos buscando o entendimento para ainda neste semestre resolvermos essa matéria e entregarmos ao Brasil a capacidade de investir R$ 20 bilhões, R$ 30 bilhões", disse Davi Alcolumbre às teles durante o Painel Telebrasil 2019.

Leilão do 5G inclui quatro faixas e será o maior da história da Anatel

Proposta que chega ao conselho diretor da agência elenca 3.600 MHz de radiofrequências para o leilão previsto para o primeiro trimestre de 2020. “Quanto maior a disponibilidade, menor será o custo de levar essa capacidade”, afirma o presidente da agência, Leonardo de Morais.

Anatel vai permitir que roteadores WiFi tenham potência maior

“Hoje temos uma limitação de 200 miliwatts na faixa de 5150 a 5350 MHz, limitando o uso apenas indoor, sendo que na faixa superior temos possibilidade de uso de até 1 Watt de potência. Plano é deixar esse limite flat”, explica o gerente de espectro da agência, Agostinho Linhares.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G