Home - Convergência Digital

Allied e Oi firmam aliança para distribuição de dispositivos móveis

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 17/04/2015

A Oi firmou uma parceria estratégica com a Allied, maior distribuidora de equipamentos tecnológicos do país, e está adotando um novo modelo de gestão para a venda de aparelhos móveis (celulares, smartphones e tablets). No escopo da aliança, a distribuidora assume a responsabilidade pela gestão de suprimentos e supply chain de aparelhos móveis para toda a rede de comercialização da Oi, que por sua vez manterá sua força de vendas focada na geração de demanda, elaboração e gestão de campanhas de marketing e ativação clientes, além das atividades de relacionamento com os diversos canais.

“Acreditamos que, com o ganho de escala e maior agilidade na distribuição, conseguiremos acelerar significativamente a venda de smartphones, estimulando ainda mais a troca dos aparelhos 2G para 3G e 4G na nossa base de clientes e consequentemente gerando maior demanda e melhor experiência na utilização dos serviços de dados da Oi”, afirma o diretor de Produtos Mobilidade da Oi, Roberto Guenzburger. Ele lembra que as condições comerciais praticadas atualmente pela Oi junto a canais de comercialização, bem como o atendimento, relacionamento e o processo de distribuição de SIM Cards, não sofrerão alteração.

De acordo com os últimos dados do balanço da Oi, as vendas de aparelhos atingiram R$ 281 milhões no quarto trimestre de 2014, um crescimento de 74,8% em relação ao mesmo período de 2013.  O desempenho foi alavancado pelo aumento das vendas de smartphones, que atingiram 83% das vendas totais. O crescimento foi concentrado principalmente nas grandes cadeias de varejo. A companhia também registrou no período uma penetração maior de aparelhos 3G/4G, que passou de 19% no terceiro trimestre de 2013 para 39% em Dez/14. No ano, a venda de aparelhos totalizou R$ 774 milhões. A Allied atende mais de 4 mil clientes, disponibilizando aparelhos em cerca de 17 mil pontos de venda em todos os estados brasileiros.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/05/2019
Oi espera arrecadar até R$ 7 bilhões com venda de ‘ativos não estratégicos’

10/05/2019
Oi reforça estratégia para fidelizar pré-pago

08/05/2019
Anatel mantém pente fino na recuperação judicial da Oi

03/05/2019
Apple despenca e Huawei assume segundo lugar no ranking de celulares

30/04/2019
Oi investe em IoT, conectividade e telepresença para o agronegócio

30/04/2019
Volume de dados gerados na rede da Oi para o Rio2C foi de 9,7Terabytes

25/04/2019
Brasil precisa decifrar a transformação digital pelos smartphones

22/04/2019
Crise econômica e alta nos preços travam a venda de smartphones no Brasil

17/04/2019
Oi faz piloto de internet das coisas rural em 450 MHz

11/04/2019
PE conectado: Oi diz que recorre dentro dos fóruns técnicos e não por especulações

Destaques
Destaques

5G exige muito espectro para entregar tudo que se espera da tecnologia

Anatel, indústria e teles sustentam que a nova onda tecnológica só vai atender as demandas esperadas se tiver frequência suficiente para melhorar os serviços.

No Brasil, 60% dos celulares já são 4G

Planos pós-pagos, incluindo os tipo 'controle', continuam ganhando terreno e terminaram o mês de abril como modelo de pagamento de 45% dos acessos móveis em serviço.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site