SEGURANÇA

Segurança cibernética: fabricante de armas compra Websense por US$ 1,9 bi

Da redação ... 20/04/2015 ... Convergência Digital

A fabricante norte-americana de armas Raytheon anunciou a compra da empresa de segurança de rede Websense, controlada pelo private equity Vista Equity, num acordo de 1,9 bilhão de dólares, o mais recente no mercado de segurança cibernética em rápida expansão. Empresas como Sony, Staples, Home Depot e Target, foram alvos de roubos de dados de alto nível nos últimos dois anos.

"Estamos vendo um aumento exponencial dos ataques de invasores ultrassofisticados", disse o presidente-executivo da Raytheon, Thomas Kennedy, à Reuters. "É a combinação dos dois que está provocando uma explosão na área de segurança cibernética." Um ataque cibernético contra o órgão de serviços de investigação dos EUA, em 2014, que verifica antecedentes para os funcionários do governo, comprometeu dados de pelo menos 25 mil empregados, incluindo alguns investigadores civis.

O negócio da Websense vai adicionar mais de 20 mil clientes comerciais à carteira predominantemente de governo da Raytheon. "A compra destaca os investimentos maciços que estão sendo alocados para esta área de gastos com TI, com empresas de todos os formatos e tamanhos buscando montar sistemas de segurança com tecnologias de última geração", escreveu o analista da FBR Capital Markets, Daniel Ives.

O mercado de segurança cibernética global deve atingir cerca de 156 bilhões de dólares em 2019, ante 96 bilhões em 2014, segundo a empresa de pesquisa MarketsandMarkets. A Bain Capital concordou no mês passado em comprar a companhia de segurança de rede da Blue Coat Systems, negócio que avaliou a empresa em cerca de 2,4 bilhões de dólares, incluindo dívida. A Raytheon, que está pagando cerca de 1,6 bilhões dólares, incluindo dívida, pela Websense, informou que vai combinar sua unidade de segurança cibernética com a empresa. O negócio é avaliado em 1,9 bilhão de dólares, líquido de caixa.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Microsoft alerta para risco de novo ataque como WannaCry

“A vunerabilidade é ‘wormable’, o que significa que qualquer futuro malware que a explore pode propagar de um computador para outro de forma similar ao que vimos em 2017”, explica o diretor de resposta a incidentes da MS, Simon Pope.

Oi: cidades conectadas exigem um ecossistema que converse entre si

O momento é mais do que propício para as soluções de videomonitoramento, com a segurança como carro-chefe, mas o mercado precisa entender que soluções 'isoladas' prejudicam a massificação do conceito, diz o diretor da Oi, André Ituassu.

Unisys: Transformação digital amplia papel da cibersegurança

Ao abrir o acesso por multicanais e dar maior transparência aos seus serviços, por conta da jornada digital, governo e empresas reforçam a preocupação com o compliance, observa o vice-presidente de Tecnologia da Unisys na América Latina, Marcel Valverde. Sobre a Lei de Dados Pessoais, o executivo é taxativo: "Vai exigir um grande esforço de adequação".

Dados Pessoais: Empresas abrem mão da análise de risco e erram feio na estratégia

Ataques malware explodem e País ganha destaque global como hospedeiro para ataques botnets, revela o diretor geral da SonicWaal do Brasil, Arley Brogiato.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G