Home - Convergência Digital

Mudança de ares puxa pedidos de demissões no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 23/04/2015

Estagnação ou uma nova oportunidade na carreira são os principais motivos para os profissionais pedirem demissão no trabalho. É o que revela pesquisa da Michael Page, empresa líder especializada em recrutamento executivo de média e alta gerência, realizada com 1000 executivos no país, entre janeiro e março deste ano.

De acordo com os dados do levantamento, uma nova oportunidade de trabalho é citado por 22% do entrevistados na pesquisa como principal razão para o pedido de demissão. Sentir-se estagnado e desestimulado são as razões de 17% e 15%, respectivamente, dos consultados. Já insatisfação salarial e baixa qualidade de vida, ambos, são citados por 8% dos profissionais.

Para Ricardo Rocha, gerente executivo da Michael Page, mesmo com momento delicado da economia e do mercado de trabalho, ainda há movimentações pontuais dos profissionais o que acaba gerando os pedidos de demissão. ”Nessa hora, quando o profissional tomou a decisão, ele deve conversar primeiramente com o chefe e expor suas razões que culminaram no pedido de desligamento. É sempre importante sair pela porta da frente”, alerta Rocha.

Principais motivos de demissão:

1.Nova oportunidade de trabalho

2.Estagnação

3.Desestimulado

4.Baixa qualidade de vida

5.Insatisfação salarial

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/05/2019
Empresa desenvolve algoritmo que seleciona candidatos a emprego

20/05/2019
Falsas ofertas de emprego fazem o Brasil campeão de phishing

02/05/2019
Mais de meio milhão de brasileiros trabalham com TICs

26/04/2019
TI precisa de 420 mil novos profissionais até 2024

26/04/2019
Salários em TICs são três vezes maiores que a média nacional

24/04/2019
Embraer usa IA para contratar e abre 40 vagas para TI e cibersegurança

18/04/2019
Empresa de negócios digitais busca profissionais de Mainframe

17/04/2019
Empresa de TI abre 119 vagas

11/04/2019
Plataforma digital abre mais de 200 vagas em São Paulo e Campinas

05/04/2019
Telecine, da Globosat, procura por cientistas de dados

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

Entidade das empresas de TI se posiciona contrária ao PLS 317/17. que passa a exigir diploma de profissões como Analista de Sistemas, desenvolvedor, engenheiro de sistemas, analistas de redes, administrador de banco de ados, suporte e profissões correlatas.

Brasscom: É urgente incluir computação no currículo do ensino médio e fundamental no Brasil

Apenas Internet das Coisas, vai gerar uma demanda de 107 mil profissionais que não estão disponíveis no Brasil, adverte o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

TI precisa de 420 mil novos profissionais até 2024

Formação de mão de obra, que já sofre para atender a demanda, vai ficar longe dos 70 mil novos empregos por ano. IoT, Big Data e segurança são áreas de maior demanda.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site