TELECOM

Telefonia móvel: Anatel revisa coleta de dados do 3G, 4G e M2M

Ana Paula Lobo* ... 23/04/2015 ... Convergência Digital

O Brasil registrou, em fevereiro, 282,56 milhões de linhas ativas na telefonia móvel e teledensidade de 138,66 acessos por 100 habitantes. No segundo mês de 2015, os acessos pré-pagos totalizavam 213,79 milhões (75,66% do total) e os pós-pagos 68,77 milhões (24,34%), revelou a Anatel nesta quinta-feira, 23/04. Foram adicionadas 856 mil novas linhas em fevereiro em relação a janeiro, o que pode ser considerado um bom desempenho, uma vez que fevereiro tem menos dias úteis em função do carnaval.

A Anatel  suspende a divulgação dos dados ligados à banda larga móvel - 3G, 4G e M2M. A agência explica que está fazendo uma revisão por conta de 'ajustes no modelo de coleta dos dados'. O órgão regulador informa apenas que a quantidade e a participação percentual dos acessos 2G (GSM e CDMA) vêm sofrendo redução constante com o avanço das demais tecnologias (3G - terminais de dados banda larga e WCDMA; e 4G - LTE.  Questionada, a Anatel diz que a revisão foi determinada pela contagem dos chips M2M, voltados para a comunicação de coisas, desonerados pelo governo.

No ranking nacional, TIM e Oi registraram queda no percentual no market share no período. A TIM segue na segunda posição, mas em dezembro contabilizava 26,97%.Em fevereiro, ficou com 26,84%. Ainda assim, a TIM adicionou em janeiro e fevereiro pouco mais de 1 milhão de novos acessos chegando a 75.829.649 milhões de acessos ativos. A Oi também caiu no market share. Em dezembro, somava 18,14%. Em fevereiro aparece com 17,84%. Na base, nos dois primeiros meses do ano, a limpeza chega a 510 mil acessos ativos.

Já Vivo e Claro cresceram nos dois primeiros meses do ano. A Vivo, líder do ranking, em dezembro tinha 28,48%, em fevereiro passou para 28,75%, chegando a 81.242.878 de acessos ativos. Nos dois primeiros meses, a Vivo adicinou 1,3 milhão de novos acessos à sua base.

A Claro segue na terceira posição, mas em dezembro somava 25,33% e, em fevereiro, apareceu com 25,40%, ou 71.779.094 milhões de acessos ativos. Nos dois primeiros meses do ano, a operadora do grupo América Móvil adicionou 672 mil novos acessos à base.

A Nextel também manteve a sua trajetória. Em fevereiro, respondeu por 0,60%. Em dezembro, a operadora -que fechou acordo com a Vivo para uso da rede 3G - tinha 0,54%, ou 1.237.678 de acessos ativos. Nos dois primeiros meses do ano, a Nextel - que ficou com a operação brasileira como a única da NII Holdings na América Latina - adicionou pouco mais de 32 mil novos acessos à base.

*Com dados da Anatel


Internet Móvel 3G 4G
Leilão 5G na Alemanha já supera 6 bilhões de euros

Licitação, que está na 10ª semana, superou todas as expectativas de arrecadação, mas provoca dúvidas sobre a capacidade financeira dos vencedores para investir na construção das redes.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Telefônica: gap digital é enorme no Brasil

Ao participar do Painel Telebrasil 2019, o presidente da Telefônica/Vivo, Christian Gebara, disse que  a empresa manterá os investimentos no Brasil, mas advertiu que é urgente criar um ambiente mais favorável aos investimentos. Gebara lembrou que 87% dos municípios brasileiros não contam com conexões acima de 34Mbps disponíveis.

Presidente do Senado quer votar marco de telecom até junho

"Estamos buscando o entendimento para ainda neste semestre resolvermos essa matéria e entregarmos ao Brasil a capacidade de investir R$ 20 bilhões, R$ 30 bilhões", disse Davi Alcolumbre às teles durante o Painel Telebrasil 2019.

Leilão do 5G inclui quatro faixas e será o maior da história da Anatel

Proposta que chega ao conselho diretor da agência elenca 3.600 MHz de radiofrequências para o leilão previsto para o primeiro trimestre de 2020. “Quanto maior a disponibilidade, menor será o custo de levar essa capacidade”, afirma o presidente da agência, Leonardo de Morais.

Anatel vai permitir que roteadores WiFi tenham potência maior

“Hoje temos uma limitação de 200 miliwatts na faixa de 5150 a 5350 MHz, limitando o uso apenas indoor, sendo que na faixa superior temos possibilidade de uso de até 1 Watt de potência. Plano é deixar esse limite flat”, explica o gerente de espectro da agência, Agostinho Linhares.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G