TELECOM

TIM adianta que acesso gratuito ao WhatsApp tem data para acabar

Por Roberta Presscott ... 06/05/2015 ... Convergência Digital

Durante conferência de resultados do primeiro trimestre deste ano, realizada nesta quarta-feira, 6/5, o presidente da TIM, Rodrigo Abreu, voltou a defender que a aplicação de zero rating (ou seja, gratuidade no tráfego de dados para determinada aplicação e serviço específico) não fere os princípios da neutralidade de rede. Para o executivo, a modalidade é mais um tipo de competição no mercado, que proporciona benefícios aos usuários.

A TIM lançou, no fim do ano passado, o plano Controle WhatsApp que dá acesso gratuito e ilimitado ao aplicativo de mensagens de texto, voz e imagem. Em fevereiro deste ano, a TIM estendeu parceria com WhatsApp e passou a não descontar o tráfego de dados do aplicativo da franquia dos planos pós-pagos Liberty Express. Apesar do sucesso, Abreu informou que há prazo para a promoção do WhatsApp acabar. Isto deverá acontecer em junho, quando a TIM deverá impor algumas restrições ao uso do aplicativo.

Um estudo da operadora mostrou que a promoção tem impacto na rede da operadora a partir do aumento de tráfego de dados. “A rede está preparada e a oferta foi dimensionada”, afirmou Abreu. O executivo destacou também que a estratégia estimula o uso de dados ao mesmo tempo em que elimina a dependência na comunidade — fomentar o uso dos serviços de telecomunicações entre clientes da mesma operadora.

O presidente da TIM ressaltou a importância dos aplicativos que usam a rede de telecomunicações (chamados de over-the-top) para fomentar o consumo de dados, uma vez que os usuários não querem ficar restritos a apenas um serviço. “Ao longo do tempo, vai existir uma menor dependência em um único aplicativo. A ARPU do plano Controle WhatsApp é maior porque o cliente quer ter mais consumo de dados”, disse.

Impulsionado pelo WhatsApp, o plano Controle pós-pago apresentou crescimento de 23% no primeiro trimestre deste ano na comparação anual. A estratégia da telco vai ao encontro da migração dos serviços de voz para dados, inclusive com a primeira sendo incorporada por aplicativos que usam VoIP. “Minha visão no longo prazo é de que voz deixará de ser tarifada separadamente e ficará dentro de pacotes de dados, porque já vemos a substituição de dados por voz”, adiantou Abreu.

No balanço apresentado, nota-se claramente esta tendência, uma vez que a receita média por cliente (ARPU) cresceu 29% na comparação anual no 1T15, enquanto ARPU de voz e SMS sofreram reduções. Os serviços de dados alcançaram 34 milhões de usuários, 27% a mais que no 1T14, totalizando 45% da base de usuários.

Este aumento pode ser explicado pela ampliação no uso de smartphones, que, no 1T15, respondeu por 90% dos dispositivos vendidos. A penetração de smartphones na base total de usuários da TIM alcançou 53%. 


Internet Móvel 3G 4G
Caixa Tem amplia compras pelo celular e alcança 2,1 milhões de transações digitais

A partir desta sexta-feira, 29/05, os beneficiários do auxílio emergencial vão poder pagar compras em cerca de 3 milhões de estabelecimentos comerciais do País com o celular. Inicialmente o serviço está disponível nas maquininhas da bandeira Elo.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Anatel discute quais dados econômicos vão ser coletados das grandes operadoras

Consulta pública sobre os indicadores econômico-financeiros está aberta por 45 dias. 

Anatel afasta redutor de multas em sanções de obrigação de fazer

Provocada pela Telefônica, prevaleceu o entendimento indicado pela AGU de que o regulamento vigente da agência não permite o uso desse incentivo fora das sanções pecuniárias.

Anatel vai discutir uso dos espectros ociosos em consulta pública

Proposta de uso do White Spaces entre frequências outorgadas é cautelosa ao prever uso em áreas rurais e regiões remotas.  Ideia é permtir o uso secundário para telefonia e banda larga em áreas rurais e regiões remotas.

Por mudança no plano de recuperação judicial, Oi adia divulgação de resultados

Operadora deveria divulgar os resultados do primeiro semestre nesta quinta-feira, 28/05, mas adiou para 15 de junho. Mas para conter especulações, Oi disse à CVM que possui R$ 6,31 bilhões no caixa.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G