INTERNET

NETmundial: canal para 'esfriar' a guerra fria cibernética

Por Roberta Prescott ... 30/06/2015 ... Convergência Digital

Um dos feitos da Iniciativa NETmundial (ou NMI, de NETmundial Initiative) tem sido o da aproximação de países com ideias opostas. Quando proposto, o modelo multissetorial de governança da Internet recebeu críticas e foi rechaçado por países como Índia, China e Rússia. Passado pouco mais de um ano da conferência NET Mundial, realizada em São Paulo, que deu origem à NMI, Índia e China já mudaram de opinião. Na semana passada, a Índia manifestou apoio e a China também já aderiu aos princípios NETmundial.

Outro feito foi aproximar potenciais. Os Estados Unidos e China, que têm as maiores companhias de Internet do mundo, estavam, na visão do professor Wolfgang Kleinwächter, embaixador Especial da Iniciativa NETmundial, em eixos opostos, quase como em uma guerra fria cibernética. No entanto, ambos os países enviaram à Iniciativa NETmundial, representantes de alto nível e estão participando ativamente das discussões. “A NMI é um canal para eles se comunicarem”, pontuou o embaixador do projeto. 

Contudo, setores importantes ainda não aderiram como a ICC (Internet Chamber of Commerce) e a Internet Society (ISOC) mundial — o braço brasileiro faz parte da NMI. “Existe um trabalho de convencimento baseado nos resultados concretos que tivemos. Acho que vão acabar aderindo”, disse professor Hartmut Glaser, que também é secretário-executivo do CGI.br. Em entrevista à Abranet, Glaser explicou que a ISOC também foi contra o Fórum de Governança da Internet (IGF, na sigla em inglês).     

A NMI é uma plataforma constituída multissetorialmente com o objetivo de viabilizar a colaboração, a cooperação e a proposição de projetos e soluções para questões diversas relacionadas à governança da Internet. Ela é resultado da conferência NET Mundial que ocorreu em abril do ano passado em São Paulo. Integram a NMI 20 membros de cinco continentes, representando o governo, o setor privado, a comunidade técnica e a sociedade civil. 

*Do portal da Abranet


Senacon investiga coleta de dados de geolocalização pelo Google

A Secretaria do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça notificou o escritório brasileiro sobre uma possível violação à privacidade e à proteção de dados pessoais com a captura indevida de informações de usuários.

STJ pressiona por PJe e vai recusar processos eletrônicos a partir de outubro

A partir de 1º de outubro, o Superior Tribunal de Justinça não vai mais receber processos dos Tribunais de Justiça e dos Tribunais Regionais Federais em desacordo com os padrões estabelecidos pelo Conselho Nacional de Justiça. 

Justiça condena site a pagar R$ 100 mil por uso indevido de imagem para 'memes'

A publicação de fotos sem autorização de uso de imagem, somada à venda de produtos contendo a imagem ou caricatura da pessoa, configura dano moral. Assim entendeu o juiz Thiago Inácio de Oliveira, da 2ª Vara de Cristalina (GO). A imagem foi usada em 'memes' em página de humor na Web.

Governo do Espírito Santo vai comprar 340 quilômetros de fibra óptica

Licitação está sendo conduzida pelo Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest). Projeto vai interligar 100 unidde de órgãos públicos estaduais. Hoje a infraestrutura óptica do governo já interliga cerca de 450 órgãos estaduais em quatro cidades.

Governo Trump ameaça a França por imposto cobrado às gigantes da Internet

O Senado francês aprovou uma taxa de 3% que será aplicada sobre a receita de serviços digitais vendidos na França por empresas que tenham mais de 25 milhões de euros em receita no país e 750 milhões de euros no mundo. O departamento de Comércio dos EUA questiona a legalidade do tributo.

Revista Abranet 28 . ago/set/out 2019
Veja a Revista Abranet nº 28 O 802.11ax - ou Wi-Fi 6 - promete melhor desempenho por dispositivo, cobertura estendida, maior duração de bateria no devices conectados por ele e protocolos de segurança. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G