TELECOM

TIM nega proposta de compra hostil da Nextel Brasil

Ana Paula Lobo* ... 24/08/2015 ... Convergência Digital

O mercado de Telecom começou a semana movimentada em relação aos passos de consolidação. Reportagem publicada no jornal Valor Econômico nesta segunda-feira, 24/08, dá conta que a Telefônica estaria pulando fora do consórcio com a Claro e Oi para a compra da TIM Brasil, negociação que estaria à mesa há mais de um ano, para se interessar apenas pela Sky, empresa da DirectTV, recém-comprada pela AT&T.

A matéria diz que a Telefônica Vivo quer a Sky para se equiparar à rival América Móvil - dona da Claro, NET e Embratel - no mercado de TV por Assinatura e, ao mesmo tempo, também impedir que a norte-americana AT&T desembarque no mercado de telefonia móvel e Internet no país. Durante a ABTA 2015, realizada em agosto, o presidente da América Móvil, foi taxativo: "Se eles chegarem com força, será um grande problema. Hoje temos três e meio (referindo-se à TIM, com os acordos com as OTTs) e já não há muito espaço para mais gente jogar esse jogo".

A reportagem também afirmou que a TIM Brasil estaria pronta para fazer uma proposta hostil para a compra da Nextel Brasil, a única operadora da NII Holdings em atividade na América Latina. A aquisição seria necessária para impedir o avanço da Nextel no mercado da classe C, prioritário para a TIM Brasil e também para a Oi, que estaria à margem da consolidação por conta da reestruturação da dívida.

Em fato relevante encaminhado ao mercado, a TIM nega a intenção de uma proposta hostil à Nextel Brasil, mas deixa entender que está 'atenta a quaisquer oportunidades potenciais de mercado'. A Telefônica Vivo ainda não se pronunciou oficialmente na Comissão de Valores Mobiliário, o órgão regulador financeiro do país, sobre o rumor de uma proposta pela Sky.

Abaixo a íntegra do fato relevante da TIM:


TIM PARTICIPAÇÕES S.A. (“Companhia”) (BM&FBOVESPA: TIMP3; NYSE: TSU), informa aos seus acionistas, ao mercado em geral e aos demais interessados que, a respeito da notícia publicada no dia de hoje no jornal Valor Econômico, sob o título: “Telefônica Vivo quer apenas Sky” onde foi mencionado que a Companhia estaria preparando uma oferta de compra não solicitada da Nextel Brasil, não existe preparação de oferta em andamento para tal operação e a companhia considera tratar-se apenas de rumores de mercado sobre cenários futuros.
Contudo, a Companhia ratifica que segue atenta a quaisquer oportunidades potenciais de mercado e se compromete a prestar, tempestivamente, as devidas informações aos acionistas e ao mercado sempre que existir qualquer ato ou fato relevante.

Rio de Janeiro, 24 de Agosto de 2015.
TIM Participações
Rogério Tostes
Diretor de Relações com Investidores

*Com informações do Valor Econômico e da CVM


Revista do 62º Painel Telebrasil 2018
Veja a revista do 62º Painel Telebrasil 2018 Brasil Digital: O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018.
Edição, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.
Clique aqui para ver outras edições

Oi se posiciona como prestadora de serviços de TI

Tele estruturou serviços como segurança cibernética, big data e gestão integrada. "Entender as dores e as necessidades do cliente é uma obrigação", afirma Rodrigo Shimizu, diretor de Marketing do Corporativo da Oi.

"Estamos comprometidos com o futuro do Brasil", diz CEO da Telefónica

Em reunião geral dos acionistas, realizada em Madrid, o presidente do conselho e CEO da Telefónica José María Álvarez-Pallete, afirmou que o Brasil é um dos países que mais vai crescer no mundo com a revolução digital.

Câmara proíbe teles de enviarem mensagens comerciais a clientes

Projeto de Lei 757/03 altera a LGT para vedar o envio de mensagens comerciais próprias ou de terceiros para os celulares dos clientes da telefonia móvel. Terminativo na CCJ, PL segue direto ao Senado. 

Novo projeto de lei prevê cobertura celular obrigatória de 60% das estradas

PL 1721/19 prevê inclusão da medida nas futuras licitações da Anatel. Texto precisa passar pelas comissões de ciência e tecnologia, finanças e tributação e de constituição e justiça. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G