Home - Convergência Digital

Quer jogar tudo pro alto? Conte até 1000 e decida

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 25/08/2015

A insatisfação com o emprego ou mesmo a profissão faz com que, muitas vezes, desperte a vontade jogar tudo para o alto. Mas será que vale a pena tomar uma atitude radical, em meio ao emocional abalado, ou é preciso ser mais racional e promover as mudanças gradativamente?, indaga o coach Maurício Sampaio.

Segundo ele, é preciso muito cuidado com as mudanças bruscas. "Mas, se a decisão de largar tudo imediatamente já está tomada, é bom que as contas estejam organizadas. O ideal é ter uma reserva suficiente para sobreviver por dois anos”, aconselha o especialista. Promover as mudanças gradativamente, ainda empregado, sugere Sampaio, fará com que haja uma espécie de dois planos: um que já está funcionando e outro que está se construindo.

“É importante que se estabeleça uma data para o início da nova etapa. Assim você já cria um compromisso com você mesmo", recomenda. O coach também ressalta nessa transição mais racional a importância do lado financeiro. “Equilibrar as receitas e despesas é fundamental para realizar o seu sonho. Você precisa estar motivado e organizado para poupar recursos para começar sua nova carreira ou profissão”, completa.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/06/2019
Vai à sanção lei que cria Carteira de Trabalho eletrônica

06/06/2019
Empresas de TI de Santa Catarina estão com mais de 700 vagas

05/06/2019
Grupo DB1 abre 80 vagas para home office

30/05/2019
Mesmo após quatro altas, emprego na indústria eletrônica é menor que 2018

29/05/2019
Integradora de TI tem 31 vagas de TI abertas

29/05/2019
Em 10 anos, faturamento e empregos em TI no Brasil crescem mais de 70%

20/05/2019
Empresa desenvolve algoritmo que seleciona candidatos a emprego

20/05/2019
Falsas ofertas de emprego fazem o Brasil campeão de phishing

02/05/2019
Mais de meio milhão de brasileiros trabalham com TICs

26/04/2019
TI precisa de 420 mil novos profissionais até 2024

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

Falta de mão de obra qualificada espanta investidores no Brasil

Mais de 50% dos jovens brasileiros podem ficar fora do mercado de trabalho por falta de qualificação e de habilidades digitais. A advertência foi feita por especialistas que debateram sobre educação e capacitação digital no Painel Telebrasil 2019.

Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

Entidade das empresas de TI se posiciona contrária ao PLS 317/17. que passa a exigir diploma de profissões como Analista de Sistemas, desenvolvedor, engenheiro de sistemas, analistas de redes, administrador de banco de ados, suporte e profissões correlatas.

Mais de meio milhão de brasileiros trabalham com TICs

Raio-X do mercado de trabalho nos últimos 10 anos, feito pela Softex, mostra que o salário médio de R$ 6 mil.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site