INTERNET

Netshoes leva o zero rating para o comércio eletrônico

Convergência Digital* ... 13/11/2015 ... Convergência Digital

O zero rating chegou ao comércio eletrônico. Em comunicado ao mercado, o grupo Netshoes anuncia acesso gratuito aos seus e-commerces Netshoes e Zattini por meio de rede móvel. O acordo - firmado com as quatro teles móveis - Claro, Oi, TIM e Vivo - permitirá que a navegação pelos sites www.netshoes.com.br, www.zattini.com.br e aplicativos mobile não seja descontada da franquia de dados dos assinantes. O benefício é válido para contratos pré e pós-pagos. Empresa e teles, no entanto, não revelam como será feita a remuneração dos dados trafegados por esses assinantes.

“Buscamos sempre facilitar a vida de nossos consumidores e a inovação é um grande aliado para isso. Neste caso, os principais impactados deverão ser usuários de planos pré-pagos que possuem um acesso mais limitado a rede de dados”, explica Marcio Kumruian, fundador e CEO do Grupo Netshoes. O Grupo Netshoes quadruplicou a representatividade do mobile em comparação a 2014. “O acesso por dados móveis, seja tablet ou celular, cresceram em uma curva muito maior do que nos anos anteriores. Em agosto do ano passado o acesso mobile representava 10% das nossas visitas, hoje já é mais de 46%”, revela Kumruian.

“Essa iniciativa, vinda de um e-commerce, é inédita globalmente e não nos surpreende que tenha partido justamente de uma empresa inovadora e brasileira, como é o caso do Grupo Netshoes. Vemos que, hoje, a América Latina é o mercado mobile com maior velocidade de crescimento no mundo, sendo que México, Brasil e Argentina despontam entre os 10 países com maior acesso a ações de marketing nesse canal”, explica Fabiano Destri Lobo, Managing director da Mobile Marketing Association (MMA).

O Grupo Netshoes solidificou os investimentos em mobile em 2015. Neste ano a empresa dobrou a equipe que atualmente é composta por 70 colaboradores internos e outros 60 externos. No primeiro semestre de 2015, mais de 20% da receita do Grupo está relacionada a canais mobile. Considerando os clientes que concluíram a compra após iniciar a jornada nos gadgets, esse número sobe para 33%.

“A interação mobile é um momento importantíssimo para a conversão dentro da jornada do cliente. Para o Grupo Netshoes esta é uma realidade e nossas ações estão sempre considerando essa plataforma de forma prioritária”, explica Kumruian. Além dos sites responsivos desenvolvidos para navegadores mobile, os internautas também podem  instalar os aplicativos da Netshoes e da Zattini, disponíveis gratuitamente para iOS e Android.

*Com informações do Grupo Netshoes


Eduardo Neger é o novo presidente da Abranet

Ele assume para o biênio 2019/2021 e a posse da nova diretoria está marcada para o começo de abril. Eduardo Parajo, que estava à frente da entidade, ficou com a vice-presidência.

Abrafix vai ao STF contra Lei do Rio de Janeiro sobre interrupção de telefone e internet

A Associação Brasileira de Concessionárias de Serviço Telefônico Fixo Comutado (Abrafix) ajuizou ação contra a Lei 8.099/2018, que obriga as concessionárias de serviços públicos essenciais a informar em tempo real a interrupção de seus serviços. Entidade ressalta que a competência para legislar sobre telecom é da União.

STJ decide que é ilegal cobrar taxa de conveniência para ingressos online

Julgamento da 3ª turma do Superior Tribunal de Justiça tem validade em todo o território nacional.

PayPal quer ter voz de comando no Mercado Livre

Empresa norte-americana quer comprar US$ 750 milhões em ações ordinárias do empresa de comércio eletrônico, que quer receber um aporte de US$ 1 bilhão para 'expandir a plataforma de comércio eletrônico'.

Candidata presidencial nos EUA quer tirar poder da Amazon, Google e Facebook

Senadora do partido Democrata por Massachusetts, e em campanha para enfrentar Donald Trump no ano que vem, Elizabeth Warren defende transformar as grandes plataformas da internet em “utilities” e  desfazer fusões e compras.

Revista Abranet 26 . nov-dez 2018 / jan 2019
Veja a Revista Abranet nº 26 Estudo da Abranet revela a existência de um universo díspar entre os prestadores, o que impõe desafios à regulamentação mínima necessária para manter o mercado estruturado e o limite aceitável para a sobrevivência das empresas.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G