Convergência Digital - Home

Governo prepara Medida Provisória com incentivos para data centers

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann e Pedro Costa - 15/03/2017

O governo federal vai soltar incentivos para a implantação de datacenters no país. Os termos desses benefícios, em elaboração no Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, virão em uma Medida Provisória que, segundo o secretário de Telecomunicações, André Borges, devem ter minuta pronta até a próxima semana. 

“Está bastante avançada. Estamos concluindo a redação final da justificativa e da Medida Provisória. Montamos um roteiro com os principais itens que precisam ser contemplados nessa política e conversamos com interessados em potencial. Na semana que vem faremos uma última rodada para discutir como se materializou e vamos aprovar junto ao ministro, para depois colocar o assunto perante os demais ministérios”, diz Borges, que nesta quarta-feira, 15/3, participou do 2º Seminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios. 

Segundo o secretário, a MP trará “uma série de benefícios”. “São várias horizontais. Tem a questão tributária, a questão da localização, da energia elétrica, a questão aduaneira, de testes de equipamento. Essas frentes todas estão sendo atacadas.” As conversas envolveram grandes grupos desse mercado, inclusive multinacionais como Google, Amazon e IBM. 

“Primeiro,  vai permitir agilidade no cronograma de implantação, porque o tempo que demora para um datacenter ser instalado no país é inaceitável. E redução de custos tanto no investimento quanto na operação. O Brasil tem que ficar competitivo em relação ao resto do mundo.”

Segundo o secretário, em que pese o momento pouco propício a novas desonerações fiscais, as medidas não afetarão a receita porque atualmente ela não acontece. “Não está se renunciando uma arrecadação existente, mas um benefício para algo futuro. Não prejudica o orçamento, o superávit, e ao mesmo tempo viabiliza investimento tão necessário.” Assistam a entrevista.


Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

Icatu Seguros: mudar atendimento ao cliente para a nuvem foi decisão irreversível

Seguradora contratou a CXone, da NICE, para migrar, em tempo recorde, os seus funcionários para o trabalho remoto. "Tínhamos de não perder a qualidade e a eficiência e adaptar o serviço ao dia a dia das casas dos colaboradores", conta o diretor de Marketing e canais, Rafael Caetano.

Startup cria time de cientistas de dados para avançar nos negócios

Com sede nos EUA, a Fligoo atua nos segmentos de finanças, educação e saúde, e sabe da relevância de ter profissionais capacitados para lidar com os dados. "Prepare-se o tempo todo. Estude. Não espere a necessidade chegar", aconselha Leandro Ferrado.

Destaques
Destaques

Quase metade das empresas vai investir em edge computing na América Latina

Pesquisa da IDC Brasil, realizada para a Oi Soluções, revela ainda que 66% das empresas deverão ativar digitalmente seus modelos operacionais e terão o trabalho remoto incluído de forma permanente em suas políticas de recursos humanos.

Eletrobras contrata Analytics para acelerar jornada digital

Estatal, responsável por 1/3 da capacidade elétrica do Brasil, quer usar os dados para manter as melhores práticas de governança e investir em IoT, chatbots e robôs.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como controlar os gastos em nuvem pública?

Por Srinivasa Raghavan*

Se as empresas obtiverem melhor visibilidade do custo de cada serviço em nuvem que utilizam, poderão encontrar o equilíbrio certo entre eles, reduzir as despesas operacionais e obter o melhor valor possível da nuvem.

O caminho da cibersegurança passa pela nuvem

Por Felipe Canale*

Com organizações cada vez mais distribuídas, manter dispositivos em todos os locais ou usar produtos diferentes para trabalhadores remotos cria inúmeras brechas de segurança, além de custar muito e sobrecarregar os recursos de TI.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site