Clicky

GOVERNO

Orçamento mais baixo da história é catastrófico para Ciência e Tecnologia

Luís Osvaldo Grossmann ... 11/10/2017 ... Convergência Digital

O Brasil prepara para 2018 o orçamento mais baixo da  sua história para a Ciência e Tecnologia, até aqui em projetados R$ 2,7 bilhões, ou pouco mais de um quarto do que chegou a receber em 2014 (R$ 9,7 bi). Inicialmente, 2017 teria R$ 6,2 bilhões, mas deve fechar o ano com a metade disso. 

“Para 2018 o cenário é catastrófico, porque se o Orçamento para este ano que já é claramente insuficiente, no ano que vem o que está na PLOA, R$ 2,7 bilhões, é o menor orçamento em mais de 15 anos para a ciência brasileira”, afirmou o presidente da Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência, Ildeu Moreira, durante debate sobre os cortes na comissão de ciência e tecnologia da Câmara dos Deputados, na terça, 10/10. 

“Estamos chocados. Depois de o presidente Michel Temer receber uma carta assinada por 23 prêmios Nobel questionando o que está sendo feito com o país, nenhum resposta. Ciência e educação não são despesas, são investimento. Mas em pleno século 21, na economia do conhecimento, o Brasil está no século 18”, emendou a professora Helena Nader, representando a Academia Brasileira de Ciências. 

Segundo o presidente da SBPC, a justificativa foi a queda nas receitas da União. “Mas essa justificativa de que não há recurso não pode ser aceita, não é convincente. Só este ano R$ 284 bilhões não foram recebidos como receita por causa de desonerações fiscais. O valor para ciência e tecnologia é 0,5% das desonerações fiscais deste ano”, disse Moreira.

No que deve ser o último descontingenciamento do ano, o governo reservou apenas R$ 440 milhões, de R$ 1,9 bilhão adicionais prometidos ao MCTIC. O valor cobre apenas bolsas do CNPq. Para o próximo ano, projetos importantes como o acelerador de partículas Sirius e o Reator Multipropósito nem constam da proposta orçamentária. 


STF decide julgar compartilhamento de dados no Governo sem aval judicial

Caso envolve o compartilhamento de dados entre o Ministério Público Eleitoral, Receita Federal e Tribunal Superior Eleitoral. Para o presidente do STF, Luiz Fux, a Corte vai decidir sobre o direito à privacidade, incluído o sigilo fiscal e bancário, sem a autorização prévia judicial.

Bolsonaro recoloca Jarbas Valente no comando da Telebras

Ex-conselheiro e vice-presidente da Anatel deixou a estatal para ser substituído por Waldemar Gonçalves Ortunho Junior, em abril de 2019, mas, agora, retoma à companhia com a nomeação do coronel para a direção da Agência Nacional de Proteção de Dados.

BNDES vai pagar R$ 8 milhões para preparar a venda do Serpro e da Dataprev

Consórcio vencedor reúne Accenture, a multinacional de RP Burson-Marsteller e o escritório Machado, Meyer, Sendacz, Opice e Falcão Advogados.

Governo alega prejuízo de R$ 10 bi e vai ao STF contra desoneração da folha

Benefício, que acabaria este ano, foi prorrogado para dezembro de 2021, por decisão do Congresso Nacional, que derrubou o veto do governo. A desoneração da folha é considerada essencial para as empresas de TI e Telecom. Governo diz que medida é inconstitucional.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G