Home - Convergência Digital

EUA quer ter controle da rede 5G para evitar espionagem chinesa

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 29/01/2018

A equipe de Segurança Nacional do presidente Donald Trump defende que o governo dos Estados Unidos controle a rede 5G do país como forma de evitar espionagem da China. Um documento com essa estratégia foi divulgado neste domingo, 28/01, pelo site de notícias Axios.com, mais tarde reafirmado em entrevista à agência Reuters. 

A justificativa colocada é a tentativa de impedir que a China seja capaz de ouvir as conversas dos norte-americanos e se baseia no que é visto como superioridade tecnológica chinesa nas modernas redes de telecomunicações móveis. Segundo o documento divulgado pelo Axios, “a China alcançou posição dominante na manufatura e operação de infraestrutura de rede”. 

Sob essa lógica, a estratégia – que ainda não teria sido apresentada à Trump – prevê a criação de uma rede nacional 5G nos próximos três anos sob controle estatal, que então poderia ser ‘alugada’ para as operadoras privadas dos Estados Unidos. 

A ideia parece um contrassenso em um país que defende a privatização generalizada. Mas é fato que tanto o governo como o Congresso dos EUA já vêm adotando uma postura restritiva a interesses chineses no país. Em 2012, vale lembrar, Huawei e ZTE foram carimbadas como ameaças à segurança nacional. 

Além disso, se uma rede nacionalizada 5G é coisa de sonhos de assessores de segurança, os aparelhos smartphones chineses já são alvo de medidas práticas. Em janeiro, segundo reportagem da Reuters, a AT&T foi obrigada a desistir de oferecer aparelhos fabricados pela Huawei para seus clientes. A pressão é no sentido de que negócios com empresas de telecomunicações da China poderão prejudicar contratos com o governo americano. 

Não custa lembrar que quando das denúncias de Edward Snowden sobre a espionagem global praticada pelos EUA, uma das ferramentas mencionadas era a facilidade de acesso que o governo americano tem sobre comunicações, notadamente quando utilizados equipamentos de rede fabricados nos Estados Unidos. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/06/2019
Florianópolis quer ser cidade laboratório do 5G no Brasil

26/06/2019
TIM faz piloto de 5G em 'rede viva' em Florianópolis

26/06/2019
Governo de Brasília retoma Parque Tecnológico com laboratório de 5G e incubadora

26/06/2019
TIM faz piloto de 5G em 'rede viva' em Florianópolis

24/06/2019
Huawei: "Vamos manter os altos investimentos em 5G"

12/06/2019
Ericsson: adoção do 5G será ainda mais rápida do que foi a do 4G

10/06/2019
Tratores autonômos são a realidade do agronegócio com o 5G

07/06/2019
GSMA: Sem os chineses, custo do 5G na Europa vai crescer US$ 62 bilhões

06/06/2019
Bloqueada nos EUA, Huawei anuncia acordo com a Rússia para 5G

06/06/2019
5G será o último 'G', decreta Vodafone

Destaques
Destaques

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

5G exige muito espectro para entregar tudo que se espera da tecnologia

Anatel, indústria e teles sustentam que a nova onda tecnológica só vai atender as demandas esperadas se tiver frequência suficiente para melhorar os serviços.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site