SEGURANÇA

Botnet contamina quase 100 roteadores por hora no Brasil

Convergência Digital ... 06/08/2018 ... Convergência Digital

Cresceu quase 20% o número de roteadores Mikrotik capturados numa botnet formada para a mineração da criptomoeda Monero, descoberta pela Trustwave. A principal particularidade dessa descoberta - ocorrida no dia 31 de julho - é que a maior parte dos dispositivos contaminados se encontra no Brasil.

Até este domingo, 05/08, o número de roteadores Mikrotik a serviço da botnet no mundo inteiro subiu de 72.187 para 85.499, ou seja, 92 dispositivos por hora. No Brasil, o crescimento foi menor, com 14%: mas o país ainda é o que conta com mais dispositivos contaminados, um total de 81.140 hoje contra 71.011 no dia 31.

O buscador Censys, que vasculha também websites, indicou no dia 31 de julho, um total de 170 mil dispositivos de todos os tipos a serviço da botnet. Mas no dia 05 de agosto aponta uma diminuição de 40% nesse total, com 105.850 pontos de contaminação. Um dos roteadores capturados atende o servidor web de um hospital, cuja identidade não foi revelada pelo pesquisador da Trustwave. A contagem foi feita pelo Cibersecurity.net.br.

A botnet está contaminada com o malware Coinhive, que escraviza dispositivos para utilizá-los na mineração da criptomoeda Monero. Não se sabe quem está por trás desta botnet. Mas ela tem o objetivo de favorecer a mineração, atividade que custa recursos de computação e também energia elétrica. Quanto mais máquinas fazendo mineração, maiores as probabilidades de lucro para quem controla a rede.

A vulnerabilidade explorada nesses dispositivos foi corrigida pela Mikrotik num patch publicado dia 23 de abril - isso aconteceu 24 horas depois da descoberta da Vul. Mas, como acontece em segurança da informação, a correção não foi aplicada por boa parte das pessoas.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Ransomware Sodin ataca vulnerabilidade desconhecida do Windows

Ransomware adota uma técnica chamada de 'Heaven's Gate', que permite um programa mal-intencionado executar código de 64 bits de um processo em execução de 32 bits, o que não é uma prática comum e mais incomum em ransomware, alerta a Kaspersky.

Governo do Rio contrata reconhecimento facial da Oi para o Maracanã

Solução -que permite localizar pessoas e veículos suspeitos e identificar padrões de comportamento e situações de riscos- será usada na partida final da Copa América 2019. Os dados coletados são de domínio do Governo do Rio de Janeiro. Os valores do acerto não foram revelados.

Quase 1000 brasileiros caem por hora em golpe do dinheiro fácil no WhatsApp

Ataque, que circula há sete dias, já atingiu 180 mil pessoas. Elas caem no golpe que promete liberar 13° salário para beneficiários do Bolsa Família.

Brasileiros têm pé atrás e classificam criptomoedas como 'moda que vai passar'

Estudo global da Kaspersky mostra o quanto a criptomoeda está distante de se tornar uma forma comum pde pagamento. Quase 40% dos brasileiros dizem que as criptomoedas são voláteis e não vão durar para sempre. Quase 20% dizem que as criptomoedas estão apenas 'na moda' e 3% admitiram já terem sido vítimas de fraudes.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G