Cemig vende infraestrutura de telecom para American Tower e Algar por R$ 649 milhões

Ana Paula Lobo* ... 08/08/2018 ... Convergência Digital

A Cemig fechou nesta quarta-feira, 08/08, a venda dos seus ativos de telecomunicação para a norte-americana American Tower, que comprou as torres de celulares e prepara uma rede para Internet das Torres, e para a Algar Soluções por um valor total de quase R$ 649 milhões. O negócio, que faz parte de um amplo plano de desinvestimentos da companhia para reduzir dívidas, recebeu propostas finais mais de 70% acima do preço mínimo pelos ativos, projetado em R$ 367,5 milhões.

Em sessão presencial realizada na sede da companhia em Belo Horizonte, Minas Gerais, a American Tower fez uma proposta de R$ 571 milhões pelo primeiro e maior lote, que compreende a rede óptica da companhia em cidades de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, além de infraestrutura de pontos de presença e equipamentos da rede. A Claro até chegou a entrar no data room, mas não apresentou proposta. A TIM, que era esperada, nem entrou no data room.

O segundo lote foi arrematado pela Algar Soluções, com lance de R$ 77,89 milhões, superando uma oferta da American Tower de 38 milhões de reais. Esse lote inclui a rede ótica da Cemig em cidades de Goiás, Bahia, Pernambuco e Ceará, além da infraestrutura de pontos de presença e equipamentos associados. A aquisição é relevante até porque a Algar está investindo pesado na região Nordeste.

Os ativos chegaram a ser avaliados por 16 grupos, mas apenas duas operadoras concretizaram as propostas. Agora, o leilão tem prazo até 16 de agosto para apresentação de recursos por parte de interessados.

*Com agência Reuters


Internet Móvel 3G 4G
Teles negociam embarcar pagamentos no PIX

Banco Central negocia com o SindiTelebrasil a incorporação das operadoras de telecomunicçaões como recebedoras no sistema PIX, de pagamento instantâneo. Operadoras também adiantam a ideia de ter uma carteira digital comum, a partir da base de clientes pré-pago, ou mais de 100 milhões de consumidores.

Anatel recria 10 colegiados após extinção por Decreto presidencial

Uso do Espectro, Defesa dos Usuários, Prestadoras de Pequeno Porte, Aferição da Qualidade, Ofertas de Atacado, Acompanhamento de Redes são alguns dos grupos reestabelecidos pela agência. 

Reclamações contra oferta de banda larga crescem 40% com a quarentena da Covid-19

Queixas na Anatel cresceram especialmente a partir de março. No conjunto dos serviços, agência recebeu 1,52 milhão de reclamações entre janeiro e junho. Também houve um aumento de 20% com relação à telefonia móvel.

Oi quer corte de dívida com Anatel por desequilíbrio na concessão

“Tem que fazer um PGMU mais leve para que a gente possa respirar”, defende a diretora regulatória, Adriana Costa. Anatel esclarece que concessão não é sinônimo de lucro garantido. 

Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

Para o diretor da Huawei Brasil, Carlos Lauria, a reserva técnica é a melhor garantia para aguardar a evolução da tecnologia. "Se der tudo agora, não tem como voltar atrás depois", observa o executivo.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G