SEGURANÇA

Apple terá página global para fornecer dados de usuários às autoridades

Convergência Digital ... 06/09/2018 ... Convergência Digital

A Apple anunciou que vai disponibilizar, ainda neste ano de 2018, um portal na internet para responder aos pedidos de autoridades do mundo inteiro por informações relacionadas a usuários de seus equipamentos, como celulares iPhones.

“Até o fim de 2018 vamos começar o lançamento de um portal online para autoridades [law enforcement officers] globalmente submeterem requisições legais por dados, pedidos de rastreamentos para obterem dados da Apple”, diz a empresa em seu site.

Os dados que podem ser disponibilizados incluem a identificação de equipamentos, registros de atendimento aos clientes e mesmo conteúdos armazenados na nuvem da empresa (iCloud) como e-mails, fotos, documentos, contatos, agendas, bookmarks, histórico de navegação, buscas, mensagens e backups de equipamentos com sistema iOS.

Atualmente, os pedidos são feitos a partir da troca de e-mails específicos com a empresa americana, que também anunciou esforços para treinamento de autoridades, especialmente para ajudar agências e autoridades de países com menores estruturas a também obterem informações, o que deve incluir treinamento online.

No site, a Apple aponta critérios para pedidos feitos por autoridades nos EUA e também em outros países. Nesse segundo caso, a empresa sustenta que os pedidos “devem respeitar as leis aplicáveis, inclusive a Lei de Privacidade das Comunicações dos Estados Unidos”. Mas explica que acordos de assistência legal mútua, os MLATs, valem como cumprimento da lei americana.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Custo médio de uma violação de dados é de R$ 5,4 milhões no Brasil

Empresas brasileiras levam em, média, 250 dias para identificar a violação dos dados. De acordo com o diretor de Cibersecurity da IBM, João Rocha, as organizações enfrentaram a perda ou o roubo de mais de 11,7 bilhões de registros nos últimos três anos. Ataques maliciosos custam mais do que as violações por falhas humanas.

Em maio, Brasil teve mais de 140 milhões de ameaças disseminadas por e-mail

País fica no top 3 do ranking mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos e a China, revela estudo feito pela Trend Micro.

Duas em cada três empresas querem Inteligência Artificial para evitar ataques hackers

Quase 70% das corporações admitem que não serão capazes de responder aos ataques cibernéticos sem o uso da IA. O levantamento global da Capgemini revela ainda que uma em cada cinco empresas admitem o impacto dos hackers e um prejuízo significativo nos negócios.

Ransomware Sodin ataca vulnerabilidade desconhecida do Windows

Ransomware adota uma técnica chamada de 'Heaven's Gate', que permite um programa mal-intencionado executar código de 64 bits de um processo em execução de 32 bits, o que não é uma prática comum e mais incomum em ransomware, alerta a Kaspersky.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G