TELECOM

TV paga: pirataria tem mais 'assinantes' que a Netflix no Brasil

Convergência Digital* ... 13/09/2018 ... Convergência Digital

A pirataria detém 19% do mercado da TV paga no Brasil, e essa média fica bem acima da registrada na América Latina, 13%. Para se ter uma ideia, na Argentina, a pirataria está em 15%. No México representa 6% do mercado. Os dados são da consultoria Business Bureau. Ainda de acordo com o relatório, a Netflix detém 18% do mercado nacional, com larga vantagem à frente dos rivais.

Na segunda colocação aparece o Globo Play, com apenas 4%. Telecine Play e Sky Online têm 3% do mercado. O estudo indica que o Brasil possui, hoje, 78 plataformas OTTs, capazes de transmitir 139 canais ao vivo, ou com repositórios de mais 72 mil filmes e 12,9 mil séries. Na América Latina, há 253 plataformas OTTs em funcionamento, com 624 canais ao vivo, 294 mil filmes, 53,9 mil séries. O Netflix tem 18% do mercado, o Claro Vídeo, 4%, e HBO Go, 3%.

Segundo a consultoria, o Brasil possui 24,9 milhões de assinantes e é o maior mercado da América Latina. Na América Latina, são 90,26 milhões de assinantes de TV, e média de 51% de penetração. Os números diferem dos divulgados pela Anatel, uma vez que a consultoria acrescenta as OTTs.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Anatel aperta o cerco aos equipamentos piratas de TV por Assinatura

Agência reguladora alerta que os aparelhos sem homologação aumentam o risco de vazamento de materiais tóxicos, choques elétricos e até explosões. No ano passado, mais de 200 mil foram lacrados. 

Vivo coloca IA Aura para atender clientes pelo WhatsApp

Pelo número 11-99915-1515, é possível esclarecer dúvidas sobre planos e promoções, verificar consumo de dados, fazer recargas com bônus e receber 2ª via de conta, entre outras funcionalidades.

5G e Internet das Coisas são prioridades para os países do BRICS

“Foram discussões em quatro áreas, IoT na agricultura, 5G, banda larga e transformação digital”, resumiu o ministro Marcos Pontes.

Silêncio positivo para antenas passa na MP da Liberdade Econômica, mas não como o mercado esperava

Serão os órgãos públicos- os responsáveis pela burocracia excessiva e que restringem a liberação da implantação - os responsáveis por determinar um prazo máximo de resposta. MP da Liberdade Econômica também mexeu em pontos da Lei trabalhista.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G