SEGURANÇA

Golpe no WhatsApp usa Bolsonaro e Lula e rouba dados de mais de 60 mil brasileiros em horas

Convergência Digital* ... 14/09/2018 ... Convergência Digital

Aproveitando o momento de eleições pelo qual o Brasil está passando, cibercriminosos estão agindo oportunamente para conseguir dados pessoais de usuários de smartphones. Por meio de dois links maliciosos que estão circulando pelo WhatsApp, eles estão oferecendo supostas camisas gratuitas de apoio a políticos influentes entre a população, tais como Jair Bolsonaro e Lula. O golpe, identificado pelo dfndr lab, laboratório da PSafe especializado em cibersegurança, já foi detectado mais de 61 mil vezes nas últimas horas e segue ganhando escala rapidamente.

Ao clicar em um dos links, o usuário acessa uma página referente a um dos políticos que oferece camisas gratuitas e inclui imagens dos modelos. Logo abaixo, o usuário precisa incluir seu nome completo e endereço, com cidade e estado onde residem, além de escolher o modelo de camisa desejado. Após preencher os campos, o usuário segue para a próxima página em que aparece a seguinte mensagem: "Precisamos nos certificar que você não é um sistema automatizado. Para isto, por favor COMPARTILHE com 10 pessoas/grupos manualmente". Por fim, a pessoa é redirecionada para um site no qual há uma notícia falsa falando sobre a distribuição das camisas com um conteúdo que incentiva as pessoas a participarem.

"A principal característica do cibercriminoso no Brasil é se apropriar do contexto em que a população está vivendo para aplicar golpes e, neste momento, com as eleições se aproximando, este é o chamariz da vez. Em paralelo, eles seguem a estratégia de incentivar as pessoas a compartilhar o link malicioso, conferindo grande força ao golpe para que ele se espalhe rapidamente. Essa combinação de fatores torna o cenário de cibercrime no Brasil cada vez mais complexo e perigoso", adverte Emilio Simoni, diretor do dfndr lab.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Clonagem do WhatsApp já atingiu 8,5 milhões de brasileiros

Segundo pesquisa realizada pela PSafe, essa modalidade de golpe faz 23 novas vítimas todos os dias no Brasil. Quase 30% dos entrevistados colocaram o vazamento das conversas como o principal prejuízo da clonagem.

Custo médio de uma violação de dados é de R$ 5,4 milhões no Brasil

Empresas brasileiras levam em, média, 250 dias para identificar a violação dos dados. De acordo com o diretor de Cibersecurity da IBM, João Rocha, as organizações enfrentaram a perda ou o roubo de mais de 11,7 bilhões de registros nos últimos três anos. Ataques maliciosos custam mais do que as violações por falhas humanas.

Em maio, Brasil teve mais de 140 milhões de ameaças disseminadas por e-mail

País fica no top 3 do ranking mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos e a China, revela estudo feito pela Trend Micro.

Duas em cada três empresas querem Inteligência Artificial para evitar ataques hackers

Quase 70% das corporações admitem que não serão capazes de responder aos ataques cibernéticos sem o uso da IA. O levantamento global da Capgemini revela ainda que uma em cada cinco empresas admitem o impacto dos hackers e um prejuízo significativo nos negócios.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G