INCLUSÃO DIGITAL

Viasat define projeto para vender Internet nas áreas mais remotas do Brasil

Luís Osvaldo Grossmann e Rafael Mariano ... 23/10/2018 ... Convergência Digital

Com a bagagem de quatro anos vendendo internet via satélite em áreas rurais do México, a Viasat afirma ter estudado de perto o mercado brasileiro para oferecer acesso de qualidade por valores que caberão no bolso mesmo de regiões menos prósperas do país. Segundo a vice-presidente da empresa, Lisa Scalpone, a banda Ka do satélite da Telebras permitirá conexões de 25 Mbps, com foco inicial nos programas de inclusão digital, mas também ofertas comerciais.

“A tecnologia de satélites deu grandes saltos nos últimos anos, e especialmente com o SGDC, o satélite lançado pela Telebras, que tem grande velocidade, de 25 Mbps, é bom para banda larga em escolas e muitos outros usos. É muito diferente de versões anteriores de satélites. Mas este é um primeiro passo para conectar todo o Brasil. E não é simplesmente para quem não tem nada, porque é um serviço excelente”, afirma a executiva.

A empresa promete ofertas a partir de R$ 2 por hora no que chama de WiFi Comunitário, algo como uma lan house via satélite. “Temos controle sobre o preço final e queremos garantir que será justo, que as pessoas serão capazes de pagar e que vão aproveitar internet de qualidade. O que é diferente na Viasat é ser a única empresa no mundo que realmente faz tudo, desde construir satélites até entregar o serviço ao usuário final. E por entendermos a experiência do usuário, sabemos como deixar as pessoas satisfeitas.”

Segundo ela, a experiência no México ajuda, mas a Viasat veio estudar o Brasil de perto. “Não há uma solução perfeita para todos. Nós avaliamos o que cada país precisa, em cada área, em cada cidade. Então nós analisamos as áreas separadamente. Em algumas teremos escolas e hospitais que precisam banda larga, e sabemos que cerca de metade das escolas rurais do Brasil não possuem conectividade. Naquelas escolas que têm, a velocidade é inferior a 2 Mbps. Mas também avaliamos se a cidade pode se beneficiar do WiFi Comunitário. Se a praça da cidade precisa ser conectada, a rua principal. Se as pessoas em suas casas ou em seus pequenos negócios precisam. E suportamos cada comunidade de sua própria maneira.


Saldo de R$ 1,2 bilhão vai para transmissores em cidades pequenas e banda larga na Amazônia

Divisão dos recursos já é considerada como questão pacificada entre  as operadoras móveis e as emissoras de TV. 

Mais da metade das mulheres no mundo está sem acesso à Internet

União Internacional de Telecomunicações adverte que o sexo feminino é o mais afetado pela desigualdade no acesso à banda larga, em especial, nos países em desenvolvimento.

Huawei: nação digital é o último estágio da transformação digital

Conceito ainda é muito novo, mas engloba o uso e a análise dos dados para retroalimentar produtos e processos, conta o diretor de Comunicação e Relações com o Governo da Huawei Brasil, Juelinton Silveira.

Audima cria ferramenta para levar conteúdo aos analfabetos digitais

A partir da própria dor, uma vez que tem dislexia, Paula Pedrosa criou a Audima, uma startup que transforma palavras em áudios. "O império da visão exclui muita gente. Nosso desafio, hoje, é mostrar que inclusão monetiza", observa a executiva.

Domicílios com Internet chegam a 67% no Brasil, mas desigualdade permanece

TIC Domicílios 2018, do CGI.br, revela que as classes D e E elegeram o smartphone como o meio preferencial de acesso.

Nas favelas, há jovens ávidos para aprender e trabalhar com TICs

O projeto Vai na Web já formou 200 jovens em linguagem de programação, mas, agora,busca recursos para ensinar as profissões do futuro como Inteligência artificial e internet das coisas.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G