Home - Convergência Digital

CADE aprova ran sharing de frequências entre TIM e Oi

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 07/11/2018

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições nesta quarta-feira, 07/11, a operação de compartilhamento de rede entre as operadoras de telefonia TIM e Oi, para a implantação e prestação de serviços de telefonia e banda larga sob a tecnologia 4G em todo o Brasil, informou o órgão antitrustre.

O relator da operação no Cade, conselheiro João Paulo de Resende, disse que o acordo, embora apresente algumas preocupações concorrenciais, traz ganhos de eficiência. “Temos evidências empíricas, fornecidas pela Anatel, apontando que desde que o compartilhamento começou a ser implementado, o custo do minuto de tráfego para o cliente de ambas as empresas tem diminuído”, disse o relator.
 
A aprovação do Cade se refere a um aditivo ao contrato original entre as operadoras, que já previa o compartilhamento da rede física, como torres e outros equipamentos. Resende explicou que o novo acordo introduz o uso conjunto de radiofrequência e aumenta o número de localidades onde se encontra a rede física, a serem compartilhadas pelas operadoras.

Na teleconferência de resultados, o CTO da TIM, Leonardo Capdeville, estima que o compartilhamento vai permitir aumentar em até 30% a capacidade de espectro para as duas operadoras. A TIM também prepara o refarming do espectro de 2,1 GHz nas cidades de Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR) e Florianópolis (SC). A intenção da companhia é finalizar a redestinação da faixa de frequência até o final do primeiro trimestre de 2019.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/03/2019
4G já é a tecnologia de 4 bilhões de conexões móveis

19/03/2019
Velocidade de download 4G oscila em todas as teles no Brasil

13/03/2019
América Latina avança no uso de redes 4G com capacidades acima de 1 Gbps

11/03/2019
4G da Oi leva Internet e comunicação à estação brasileira da Antártica

20/02/2019
‘Horário nobre’ derruba velocidade da internet móvel pela metade no Brasil

15/02/2019
Teles ativaram um 4G por segundo em 2018

08/02/2019
Brasil termina 2018 com 4G em 56,6% dos celulares

04/02/2019
TIM amplia oferta de banda larga fixa por 4G em São Paulo

16/01/2019
TIM amplia 4G na faixa de 700 Mhz em São Paulo

16/01/2019
Latência alta é o calcanhar de aquiles do 4G no Brasil

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site